CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ENTRETENIMENTO > HUMOR > Canabista X Maconheiro

Canabista X Maconheiro


Assim como existem diferenças abissais entre motoqueiro/motociclista, cozinheiro/culinaristametaleiro/headbanger, também há uma distância intransponível entre maconheiros e canabistas. Afinal, apreciar um bom cigarro vai muito além da ladainha do “acende, puxa, prende e passa” entoada por Gabriel, o Pensador.

Maconheiro, em suma, é aquele cara que curte muito fumar um, mas não faz questão de ter o bagulho. Tampouco se importa com a procedência e não sabe diferenciar um legítimo skunk holandês de um pêlo mal-cheiroso do Paraguai. O que vier, tá valendo – até porque, geralmente, ele vai na cola – ou na bola – dos amigos. Improvisador por natureza, para ele  a qualidade da seda também não faz diferença, valendo de Colomy a papel de pão. Desconhece espécies de cannabis, bem como não sabe fazer uso de um bom haxixe, insistindo em misturá-lo a qualquer prensado paraguaio de péssimo aroma em vez de render-se ao tabaco. Nas rodas, costuma ser o chato que irrita a galera pela demora em passar o baseado (que pode voltar babado) ou por deixar a ponta apagar, entre outras gafes elementares desculpáveis apenas em iniciantes. Pode ou não evoluir para o estágio Canabista, embora muitos permaneçam para sempre no limbo.

Já o Canabista, por sua vez, é o sujeito que faz questão de ter seu próprio bagulho – e investe tempo, dinheiro e conhecimento nisso. Sabe reconhecer o valor de uma colheita nobre e faz questão de apreciá-la em sedas da melhor qualidade, com destaque para as orgânicas, sem alvejantes ou pólvora. Muitas vezes, possui bongs, pipes, chilluns e/ou vaporizadores. Pode ou não engajar-se como ativista da causa ou transformar-se em grower – já que faz questão de ter o melhor bagulho e, nesse caso, a solução pode ser o “faça você mesmo”. Apreciador da cultura canábica, tende a ser fã de ícones da contracultura que vão de Hunter Thompson a Cheech and Chong, passando por Bob Marley e Capitão Presença. Conhecedor dos ritos, dificilmente deixa o cigarro apagar e não bate a cinza em caso de haxixe.

E você, é maconheiro ou canabista?

  • Babbu

    …. afinal Comemos para ViVer ou ViVemos para Comer ??? ,,, a questao é a mesma ….

  • maconheiro

    so maconheiro mais nao por escolha tenho 16 anos , até conheço varios tipos de erva mais pela internet
    é dificil arrumar um baseado natural na cidade e como vou plantar se moro com meus pais , intao sempre vo nas biqueras busca é melhor do que ficar sem fumar infelismente nunca vi de perto um camarao so o prensado paraguai mais gosto mais do que lasanha intao fumo o que tem gosto de boas sedas como smoking brow , ocb e raw mais se nao tiver tambem que se foda vai no papel de pao ou até na pure lanche .

    • Daê, Lúcio! Tu sabe que com 16 anos não tem nem como ser maconheiro ainda, né, no máximo categoria “gromet” ou mini-mirim, rsrsrs. Pega leve e muita calma nessa hora que um dia tu chega lá, por enquanto vai se informando que o início do caminho é esse! Bjão!

  • Matheus

    Bem legal o post! Tenho 16 anos e nunca tinha experimentado a canabis até setembro do ano passado. Fiz intercambio para o Canadá, e nesse tempo que passei lá eu era total maconheiro, como todo iniciante. Lá aproveitei os melhores fumos, e como iniciante (como ainda sou), infelizmente não dei valor a erva de alta qualidade que fumei por lá. Bem, to de volta ao Brasil, e logo após experimentar o famoso prensa, vi aqui são grandes as diferenças. Fico feliz por ver que avancei bastante em relação a meu conhecimento sobre essa planta, com apenas 6 meses de experiência, posso dizer que sou apenas maconheiro, mas pretendo aprofundar meus conhecimentos sobre essa planta, e talvez futuramente tenha meu próprio cultivo em casa!

    • Matheus, muito bacana sua experiência, mas o uso de maconha – assim como álcool e outras drogas – só é recomendado para maiores. Pega leve por enquanto, vai juntando informação, que tu tem muito caminho pela frente, guri! 😉 Espera mais dois anos e volta! Passa rápido, vai por mim – e depois dos 20 passa mais rápido ainda, se prepara e não tenha pressa! 😉 Bjos!!!

      • Matheus

        Obrigado por responder tão rápido haha. Sim, farei isso! Vou juntar o máximo de informação possivel!

  • Raj Purí

    Não me ofendi, coloquei a questão porque é pertinente a uma situação que está acontecendo na prática e é muito nociva, essa critica já estava pronta na minha cabeça.
    Temos que levar em consideração que é um grupo privilegiado o que pode ter acesso as informações e até aos bens necessários para ser um “canabista”. Apesar de fazer parte do grupo privilegiado fico triste por existir tal grupo. O texto não tem muitas caracteristicas de um texto de humor, o que colabora para o mal entendido. Mas sendo um pouco mais chato, sabemos que o humor em varios casos ajuda a disseminar ideias elitistas, preconceituosos e por ai vai…O humor é um genero que surgiu como forma de fazer politica, e por mais graça que faça é uma ferramenta poderosa para a formação de opinião, porque é aquela opinião que chega de forma amigavel, ai desarma um filtrinho no nosso senso crítico que faz ela cair e ficar ali no inconsciente pairando hehehehehe
    Sem criticas ao Blog, a analise que fiz sobre o papel dele nesse texto se resume a isso, não vi o resto do conteudo e dou muito valor a iniciativas como essa! 🙂

  • Raj Purí

    Tem uma coisa interesante na sociedade de consumo que é transformar todo elemento contracultural em produto, se apropriar e reformatar a cultura segundo seus moldes, e com esse texto esse blog exerce esse papel dentro da cultura canabica, apropriar e distorcer uma cultura que tem origem nos povos africanos que desembarcaram aqui escravizados e tinham na união suas bases para a resistencia cultural, e que depois foi incrementada pela contra cultura onde os valores capitalistas eram rejeitados, em produto para a elite se dar bem, e para isso acontecer e necessario segregar e estimular a copetição e o consumo.

    Mas a realidade é que esse texto só deixa as claras uma coisa que vem crescendo muito no meio. Fumar maconha, cultivar e ser ativista virou moda e deixaram de ser coisas de gente determinada e corajosa para ser uma atividade que gera status, ai vc vê ativista se achando em posição superior a manifestantes, cultivadores que se fecham em panelinhas ao invés de abraçar e chamar para perto aqueles que ainda não cultivam, ativistas que são mais preocupados em construir uma imagem publica do que com o ativismo, todos no auge da arrogancia…Tenho reparado que isso vem ficando cada vez mais explicito a cada encontro que participo…
    Parece que o povo esqueceu ou nunca se ligou que o traço mais forte da cultura canabica é a união, são as rodas, o compartilhar, e assim se formata uma nova cultura baseada em diferenciar os baseados, as especies de maconheiro, enfim, maconheirismo fordista, elitista, competitivo…Bem formatado nos moldes que a sociedade de consumo gosta. Esse blog que necessita de patrocinio vai logicamente ver isso como algo natural.

    • Tem uma coisa chamada “humor”, que esse blog pretende fazer desde sempre e ninguém vai censurar. Sua visão é ótima, mas acho que se ofendeu demais por um texto de humor que não tem compromisso nenhum em “rotular” nem se apropriar de nada. Te convido a navegar pelas outras seções e conhecer a variedade de pautas, assuntos, matérias, além de outros textos de humor, que até se “apropriam” momentaneamente de alguns clichês e rótulos, mas apenas pra divertir. E maconha tb é diversão, desculpaê. Aliás, foi por diversão que esse blog surgiu e continua no ar, portanto, relax, aperta um e viaja comigo – ou não. Bjos, bem vindo. 😉

  • bruno

    sou maconheiro nato .. meu sonho é tbm encontra uma maconheira nata.. que curte a erva sabe saboriar ela ,meninas que curte maconha como eu me add ai no skipe .. bruno.souza611

  • Gabriel

    hahahaha , too no meio , mas tenho mta curiosidadee ,só nao tenho oportunidadess e $$$

  • Prensadãoo

    Ainda Fumooo Um Prensadão , Mas Vouu Ser Um GRANDE CANABISTA .. Voo ALiii Qeima Um Prensado , Pra Acalmar .

  • Prensadãoo

    Ainda Fumooo Um Prensadão , Mas Vouu Ser Um GRANDE CANABISTA .. Voo ALiii Qeima Um Prensado , Pra Acalmar .

  • ingrid

    Acho que tô na longa trilha pra virar canabista HAHAHAHA

  • FABI

    RSRSRS……….. ESTÁ TUDO ÓTIMO DESDE QUE TENHA MACONHA, PRENSADA, DE QUINTAL, PELO PARAGUAIO, COM GUARDANAPO OU SEDA, FOLHA DE CADERNO TB SALVA, O QUE FOR TÁ MANEIRO SE TIVER A ERVA. PQP! GENTE IMBECIL!!!! MACONHEIRO OU CANABISTA??? CANABISTA É CLARO!!!!! MAS MACONHEIRO TB NAS HORAS DIFÍCEIS. FALA SÉRIO! PATÉTICOS!!!! IDIOTAS LIMITADOS. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK……………..

    • Limitado é o teu humor, teu recalque e a tua compreensão de que isto é APENAS um texto lúdico de humor. Tanto prensado na cabeça faz isso, rsrsrs. Cultive e terás! E mais respeito por favor!

  • SaintGermain

    Sou Canabista, mas desde que voltei para o Brasil não acho bons fumos, só os de boca como falam que as vezes é mto ruim.
    Acredito que para se apreciar um bom fumo as leis devem mudar caso contrario, continuaremos no prensado sujo e cheio de amoníaco.
    Fazer o que é oque temos :/

  • chan

    to sempre buscando conhecimento para me tornar um autentico canabista!

  • chan

    to sempre buscando conhecimento para me tornar um autentico canabista!

  • André

    Não gostei muito do Post não, muito autoritário e rotulador. Pelo escrito eu sou um maconheiro, de carteirinha… Compro meu próprio baseado porque fumo todo dia, e realmente não me importo (é diferente de não conheço) com a procedência ou a seda. Na verdade acho uma frescura (apesar de não conseguir fumar em folha de caderno ou extrato de banco, mas o guardanapo do Habib’s é a melhor “pure lanche”! ), pelo menos nos 80% dos casos que eu conheço o que mais se quer é fumar. O que vejo é que tem gente que gosta de gastar dinheiro, mas diferenciar de verdade o “pêlo” do “verdinho”, são poucos… Já vi muita gente comprar gato por lebre, e nem se tocar. Quanto ao lance do haxixe, crime é misturar no tabaco… Taí uma coisa que faz mal a saúde, descontrola a pressão, dá ânsia de vômito, confusão mental… Tabaco acaba com o dia de um maconheiro saudável. Se o tal “canabista” (ué, sempre achei que fosse “canabinista”) prefere tabaco a chá (mesmo que seja de fundo de quintal), sei não… Será que na abstinência (só falta me falar que maconha não causa adicção…) o cara prefere um Marlboro a uma perna de grilo da boca da esquina? É de se notar que o verdadeiro problema está aí. Se todos pudéssemos fumar o que plantássemos, aí poderíamos até desenvolver sabores e variantes. Porém, enquanto não…

  • André

    Não gostei muito do Post não, muito autoritário e rotulador. Pelo escrito eu sou um maconheiro, de carteirinha… Compro meu próprio baseado porque fumo todo dia, e realmente não me importo (é diferente de não conheço) com a procedência ou a seda. Na verdade acho uma frescura (apesar de não conseguir fumar em folha de caderno ou extrato de banco, mas o guardanapo do Habib’s é a melhor “pure lanche”! ), pelo menos nos 80% dos casos que eu conheço o que mais se quer é fumar. O que vejo é que tem gente que gosta de gastar dinheiro, mas diferenciar de verdade o “pêlo” do “verdinho”, são poucos… Já vi muita gente comprar gato por lebre, e nem se tocar. Quanto ao lance do haxixe, crime é misturar no tabaco… Taí uma coisa que faz mal a saúde, descontrola a pressão, dá ânsia de vômito, confusão mental… Tabaco acaba com o dia de um maconheiro saudável. Se o tal “canabista” (ué, sempre achei que fosse “canabinista”) prefere tabaco a chá (mesmo que seja de fundo de quintal), sei não… Será que na abstinência (só falta me falar que maconha não causa adicção…) o cara prefere um Marlboro a uma perna de grilo da boca da esquina? É de se notar que o verdadeiro problema está aí. Se todos pudéssemos fumar o que plantássemos, aí poderíamos até desenvolver sabores e variantes. Porém, enquanto não…

  • Daniel GanJah

    achei massa o post tia 🙂
    infelizmente eu ainda tenho que fumar a press por morar com meus pais e eles acharem que faz mau. Mais sonho c o dia que vou morar sozinho e plantar essa erva fantastica, em particular a indica *_*
    mais enquanto isso eu pesquiso em sites, vejo documentarios, vejo as noticias cv com os amigos, só p ficar informado sobre tudo da cannabis. Inclusive agr pouco antes de achar seu post, eu estava começando um caderno c informaçoes sobre ela. E pretendo deixa ele completo.

  • Reinaque

    Acredito que as diferenças entre Maconheiros e Canabistas se mostram no respeito que a pessoa possui pela erva.
    A pessoa nem sempre tem condições de fazer sua colheita ou mesmo comprar toda a aparelhagem “gourmet”, mas nutre um profundo respeito pela cannabis, estudando-a, debatendo ideias e apreciando os momentos de uso.

    Eu não faço minha colheita ainda, aliás nunca experimentei um verdinho, infelizmente só tenho prensado ao meu alcance no momento, mas já tenho toda minha parafernália (santa GrassCity) como vaporizador, bong, sedas, pipes, trituradores

    • pamela

      Oi vc compra na grasscity.com? é confiável? chega direitinho?
      queria comprar um bong pro meu marido que só tem lá, mas tenho medo.

  • Reinaque

    Acredito que as diferenças entre Maconheiros e Canabistas se mostram no respeito que a pessoa possui pela erva.
    A pessoa nem sempre tem condições de fazer sua colheita ou mesmo comprar toda a aparelhagem “gourmet”, mas nutre um profundo respeito pela cannabis, estudando-a, debatendo ideias e apreciando os momentos de uso.

    Eu não faço minha colheita ainda, aliás nunca experimentei um verdinho, infelizmente só tenho prensado ao meu alcance no momento, mas já tenho toda minha parafernália (santa GrassCity) como vaporizador, bong, sedas, pipes, trituradores

  • elihu

    poxa! Vc escolheu um nome tão legal pra vc. Mary Juana. e a erva q vc ingere vc chama de BAGULHO? Vc fuma bagulho? acho q q vc deve ser maconheiro….rsrsrsrsr. abraço!

    • São muitas as gírias e as utilizo SEM MODERAÇÃO! E qual o problema? Se ofendeu com o bagulho? Ui! <3

  • elihu

    poxa! Vc escolheu um nome tão legal pra vc. Mary Juana. e a erva q vc ingere vc chama de BAGULHO? Vc fuma bagulho? acho q q vc deve ser maconheiro….rsrsrsrsr. abraço!

    • São muitas as gírias e as utilizo SEM MODERAÇÃO! E qual o problema? Se ofendeu com o bagulho? Ui! <3

  • sou loko demais por Canabis só que onde moro nao consigo axar uma boa para comprar,totalmente fora de cogitaçao fazer uma mini plantaçao em kasa.meus pais nao suportam nen quando falo em maconha.sabem que fumo mais nao aceitam queria umas dicas boas em como fazer pra conseguir uma boa erva pra que possa fika naquela paz que só nossa santa erva nos fornece ..
    adoro todos os canabistas que existem em nosso Brasil..me ajudem adicionen eu no facebook vladimir bertuchi novas amizades canabistas sempre sao bem vindas.

  • sou loko demais por Canabis só que onde moro nao consigo axar uma boa para comprar,totalmente fora de cogitaçao fazer uma mini plantaçao em kasa.meus pais nao suportam nen quando falo em maconha.sabem que fumo mais nao aceitam queria umas dicas boas em como fazer pra conseguir uma boa erva pra que possa fika naquela paz que só nossa santa erva nos fornece ..
    adoro todos os canabistas que existem em nosso Brasil..me ajudem adicionen eu no facebook vladimir bertuchi novas amizades canabistas sempre sao bem vindas.

  • Adorei seu comentário, Natália! É isso aí, o que importa é a busca pela informação & evolução sempre! Estamos juntas nessa! Bjos e volte sempre! 😉

  • Natália Sperandio

    também acho que estou em cima do muro ! Mas SEMPRE fiz questão de me informar sobre o assunto e nunca tive vergonha de admitir perante as pessoas que fumo maconha , o caminho é longo mas a gente segue firme !

  • Oi, João Paulo!
    Adorei seu depoimento! Muito bacana MESMO! Já recebi muitas críticas por esse post. Mas, na verdade, quando escrevi minha intenção era fazer uma brincadeira, talvez até provocar, mas sem a intenção de ofender ou rotular ninguém. Eu tb vivo em cima do muro! Acho que, no fundo, o espírito canabista é esse que você, eu e muita gente demonstra por aí: o de buscar informações, de realmente curtir a erva, admirar a cultura canábica e estar sempre em busca do melhor. Se você não pode plantar, que pelo menos se informe e se prepare para o dia em que puder (sim, sempre é possível, nem que seja daqui a uns anos, quando vc não morar mais com teus pais). Também é canabista quem defende a causa e se une à militância, seja como for. Eu mesma, por exemplo, sou jornalista e encontrei, através do blog, uma forma de usar um dos meus únicos “talentos” a favor da legalização. Sempre é possível fazer algo! 😉 E vc está no caminho certo! Bjão e volte sempre, a casa é sua! 🙂

  • joão Paulo

    Estou em cima do muro!! eu acho uma merda comprar maconha de traficantes…normalmente de péssima qualidade e ainda por cima contribuir com o trafico.. gostaria muito de plantar mas ainda moro com meus pais e se eles descobrirem q fumo maconha acho q iriam querer me internar, isso por pura desinformação ou pior informação errada que esta circulando na mente de muitos brasileiros… até com amigos não posso comentar o fato de fumar maconha com medo de sofrer preconceito, só falo do assunto com quem fuma tbm.. imagina se ficam sabendo no meu trabalho? to ferrado.. Chego até a sentir raiva da hipocrisia e desinformação das pessoas.. por causa disso e de uma lei BURRA não posso mostrar quem eu realmente sou.. sempre procuro ler e me informar sobre o assunto mas não posso ser um verdadeiro canabista pq sou obrigado a viver nas sombras.. um grande abraço e PARABÉNS PELO POST..

  • Mister

    Cara, tão misturando crak na maconha, agora fudeu, ou eu paro com essa porra ou eu planto o meu bagulho. Crak tÔ fora!!!

  • a primeira vista show estamos juntos nessa luta e contra o preconseito q ainda existe pelo fator d nao ser liberado perante o brasil obrigado pela oportunida d espresao (ligalaizer para todos.)

    u

  • a primeira vista show estamos juntos nessa luta e contra o preconseito q ainda existe pelo fator d nao ser liberado perante o brasil obrigado pela oportunida d espresao (ligalaizer para todos.)

    u

  • cristian

    Canabista certo!acha que maconheiro ia se preocupar em ler, muito difício.

    • UHhuahuahuhua, amei, Cristian! Mto sagaz teu comentário, coisa de canabista nato! 😛 Bjos e volte sempre!!

    • André

      DIFÍCIO? É corruptela de “Edifício”? Sou maconheiro, li o post inteiro e não achei DIFÍCIL…

  • cristian

    Canabista certo!acha que maconheiro ia se preocupar em ler, muito difício.

    • UHhuahuahuhua, amei, Cristian! Mto sagaz teu comentário, coisa de canabista nato! 😛 Bjos e volte sempre!!

    • André

      DIFÍCIO? É corruptela de “Edifício”? Sou maconheiro, li o post inteiro e não achei DIFÍCIL…

  • Douglas Bentley

    Nada a vê, é tudo maconheiro e já era!!!

  • Douglas Bentley

    Nada a vê, é tudo maconheiro e já era!!!

  • A Renato, quando tu fumar o bom e velho capitão Jack com o haxaxi velho! É coisa boa!
    Tabaco, assim como o álcool eu uso mais como uma forma de apreciar o sabor. Só fumo tabaco aos finais de semana, e geralmente acompanhado de um cerveja artesanal, mas lembre-se: Aprecie com moderação!
    Creio que em mim habita um maconheiro e um canabista. Fumo minhas próprias flores, mas se estou viajando e não tiver elas comigo? Aceito o prensadão na maior alegria!
    Boa Semana gurizada.

    • É isso aí, Gustavo! Captasse o espírito da coisa…”eu sou o outro você”…somos tudo, somos todos, no caminho da evolução. Tudo é bom quando bem apreciado. 🙂 Bjo e até!!!

  • A Renato, quando tu fumar o bom e velho capitão Jack com o haxaxi velho! É coisa boa!
    Tabaco, assim como o álcool eu uso mais como uma forma de apreciar o sabor. Só fumo tabaco aos finais de semana, e geralmente acompanhado de um cerveja artesanal, mas lembre-se: Aprecie com moderação!
    Creio que em mim habita um maconheiro e um canabista. Fumo minhas próprias flores, mas se estou viajando e não tiver elas comigo? Aceito o prensadão na maior alegria!
    Boa Semana gurizada.

    • É isso aí, Gustavo! Captasse o espírito da coisa…”eu sou o outro você”…somos tudo, somos todos, no caminho da evolução. Tudo é bom quando bem apreciado. 🙂 Bjo e até!!!

  • Se pensarmos assim, Rilam, infelizmente jamais avançaremos na luta pela legalização. O primeiro passo está na informação, por isso a importância de se discutir em português – afinal, sou brasileira e é aqui que vivo e planto! 🙂 E, só te digo uma coisa, nosso solo e nosso clima são ótimos pra erva sagrada! Mãos à terra! Keep growing! Bjos e volte sempre!

  • Lincoln Regis

    é muito triste ler coisas dessa natureza, ainda mais quando se trata de um tema tão importante como esse. Essa distinção que se faz, chamando aquele que não tem acesso (devido a sua posição social) às drogas de boa qualidade e desconhece as formas menos danosas de uso; e aqueles que (tambem devido a sua classe social) tem condições de fazer um bom uso, tem acesso a uma melhor educação, e por isso fazem um uso mais consciente das drogas, alem de tambem ter acesso a drogas de melhor qualidade, sem misturas, afinal tem condições de pagar por elas.
    Essa distinção elitista só faz com que a luta da descriminalização das drogas seja apenas para os usuarios pequeno burgueses, tirando desse contexto o usuarios da periferia , hoje , caricaturado pelo “Maconheiro Incosequente”

    • Elitista???????? Não tem grana pra comprar green de qualidade? PLANTE! Não tem grana pra plantar? Economize o dinheiro da cachaça, da balada, do presentinho pra namorada, e PLANTE! Não tem desculpa pra viver na desinformação. Nosso objetivo aqui é INFORMAR e conscientizar as pessoas para que lutem pela LEGALIZAÇÃO no Brasil. E isso começa dentro da MENTE de casa um. Também não tenho dinheiro, mas isso não me impede de ter bom gosto, de aprender a plantar e aprender a degustar a erva da melhor forma possível. Ao contrário de muito maconheiro rico que nem sequer saber a diferença entre Indica X Sativa. Bjos e volte sempre!

  • Lincoln Regis

    é muito triste ler coisas dessa natureza, ainda mais quando se trata de um tema tão importante como esse. Essa distinção que se faz, chamando aquele que não tem acesso (devido a sua posição social) às drogas de boa qualidade e desconhece as formas menos danosas de uso; e aqueles que (tambem devido a sua classe social) tem condições de fazer um bom uso, tem acesso a uma melhor educação, e por isso fazem um uso mais consciente das drogas, alem de tambem ter acesso a drogas de melhor qualidade, sem misturas, afinal tem condições de pagar por elas.
    Essa distinção elitista só faz com que a luta da descriminalização das drogas seja apenas para os usuarios pequeno burgueses, tirando desse contexto o usuarios da periferia , hoje , caricaturado pelo “Maconheiro Incosequente”

    • Elitista???????? Não tem grana pra comprar green de qualidade? PLANTE! Não tem grana pra plantar? Economize o dinheiro da cachaça, da balada, do presentinho pra namorada, e PLANTE! Não tem desculpa pra viver na desinformação. Nosso objetivo aqui é INFORMAR e conscientizar as pessoas para que lutem pela LEGALIZAÇÃO no Brasil. E isso começa dentro da MENTE de casa um. Também não tenho dinheiro, mas isso não me impede de ter bom gosto, de aprender a plantar e aprender a degustar a erva da melhor forma possível. Ao contrário de muito maconheiro rico que nem sequer saber a diferença entre Indica X Sativa. Bjos e volte sempre!

  • gostei do post, mas seria inteligente, ser postado em países que a cannabis é legalizada… No brasil.. todos seremos maconheiros, n to fazendo nenhuma critica ao post, porq eu gostei muito… mas a realidade é outra, abraço. Ganja

    • Se pensarmos assim, Rilam, infelizmente jamais avançaremos na luta pela legalização. O primeiro passo está na informação, por isso a importância de se discutir em português – afinal, sou brasileira e é aqui que vivo e planto! 🙂 E, só te digo uma coisa, nosso solo e nosso clima são ótimos pra erva sagrada! Mãos à terra! Keep growing! Bjos e volte sempre!

  • Renato

    prefiro mil vezes fumar no que vc diz pelo paraguaio do que me render ao bastão de cancer!

    • Hhahahah, com certeza! Cigarro nem entra na discussão, Renato! Apenas o tabaco – e de qualidade, se necessário, pra acompanhar um bom haxixe. Isso se não tiver um bong, melhor forma d degustar o creme! Bjo e volte sempre!!

  • Renato

    prefiro mil vezes fumar no que vc diz pelo paraguaio do que me render ao bastão de cancer!

  • Gabriel

    O Canabista vai alem desse texto que na minha opniao tende a separar as pessoas que nao tem oportunidade de ter acessorios e erva de qualidade por falta de acesso ou dinheiro,qualquer pessoa que degusta da cannabis deseja ter uma erva de qualidade,ser cannabista e olhar a cannabis como uma planta de cura,tanto mental,coporal e espiritual,a cannabis vai alem do entreterimento que vemos nos dias de hoje,tem um significado a mais,e quem busca o significado a mais que ela possue,e nao so ela como a vida em si,eh um cannabista,fora isso o cannabista que vejo decrito ai eh apenas um maconheiro com acesso a informacao e com poder financeiro para possuir tais acessorios,ser cannabista e ser uma pessoa mais humana e natural,pois muitos que se dizem cannabistas,fumam bebem e nao se preocupam com sua saude,PAZ E LUZ.

  • Gabriel

    O Canabista vai alem desse texto que na minha opniao tende a separar as pessoas que nao tem oportunidade de ter acessorios e erva de qualidade por falta de acesso ou dinheiro,qualquer pessoa que degusta da cannabis deseja ter uma erva de qualidade,ser cannabista e olhar a cannabis como uma planta de cura,tanto mental,coporal e espiritual,a cannabis vai alem do entreterimento que vemos nos dias de hoje,tem um significado a mais,e quem busca o significado a mais que ela possue,e nao so ela como a vida em si,eh um cannabista,fora isso o cannabista que vejo decrito ai eh apenas um maconheiro com acesso a informacao e com poder financeiro para possuir tais acessorios,ser cannabista e ser uma pessoa mais humana e natural,pois muitos que se dizem cannabistas,fumam bebem e nao se preocupam com sua saude,PAZ E LUZ.

    • Não se trata de grana nem de frescura, mas sim de bom gosto e conhecimento que só se adquirem com a experiência e muita informação! Não tem grana pra comprar green de qualidade? Plante! Não tem grana pra comprar seda de qualidade? Improvise um bong com garrafa pet! Não tem grana pra plantar? Economize o dinheirinho da cerveja e da balada do fim de semana, e PLANTE! Quem quer o bom, que faça o melhor! Mãos à terra! Bjinhos e volte sempre! 🙂

  • Salve!!! Sou uma sonhadora, que sonha com um dia em tornar essa planta sagrada cultivada em toda terra, nos canteiros, nas praças……erva em local publico, cultivada pra quem quiser colher e desfrutar, assim como hortas comunitarias, onde todos podem cuidar e colher……além da descriminalização, primeiro passo que antecede a legalização propriamente dita, e então a erva ser tão bem aceita, a ponto de ser comunitariamente cultivada, compartilhada entre todos, que vão poder trocar conhecimentos não só sobre cultivo e erva, mas sobre filosofia e as brisas mais doidas. Eu sonho com um mundo onde haverá essa liberdade, autonomia. Mas hoje, temos a repressão, do Estado, e até mesmo da própria população careta, ainda que ja hajam estudos provando a eficácia da cannabis como uma verdadeira cura.
    Faço questão de ter a minha sempre, e todo o ritual de preparo pra mim é sagrado…..mas confesso: que as vezes ainda babo no banza, as vezes na introspecção acabo “casando”, microfonando…..segurando o baseado por muito tempo, e as vezes bolo um pastel, as vezes fica + bonito (normalmente quando ninguem ta perto pra ver, eu juro!).

    • uhauhauhauhauh amei seu depoimento, Kátia!!! falou e disse!! quem nunca deu uma babadinha no baseado que atire a primeira pedra! :)) Esse é um texto de humor, então viva a piada! O que importa é seguirmos na luta pela evolução e legalização! Bjos e volte sempre! 🙂

  • Salve!!! Sou uma sonhadora, que sonha com um dia em tornar essa planta sagrada cultivada em toda terra, nos canteiros, nas praças……erva em local publico, cultivada pra quem quiser colher e desfrutar, assim como hortas comunitarias, onde todos podem cuidar e colher……além da descriminalização, primeiro passo que antecede a legalização propriamente dita, e então a erva ser tão bem aceita, a ponto de ser comunitariamente cultivada, compartilhada entre todos, que vão poder trocar conhecimentos não só sobre cultivo e erva, mas sobre filosofia e as brisas mais doidas. Eu sonho com um mundo onde haverá essa liberdade, autonomia. Mas hoje, temos a repressão, do Estado, e até mesmo da própria população careta, ainda que ja hajam estudos provando a eficácia da cannabis como uma verdadeira cura.
    Faço questão de ter a minha sempre, e todo o ritual de preparo pra mim é sagrado…..mas confesso: que as vezes ainda babo no banza, as vezes na introspecção acabo “casando”, microfonando…..segurando o baseado por muito tempo, e as vezes bolo um pastel, as vezes fica + bonito (normalmente quando ninguem ta perto pra ver, eu juro!).

  • Sou Canabista, certeza! o verdadeiro sentido da coisa é ser maconheiro pra conhecer a cannabis e usar esse conhecimento básico como mola propulsora para se aprofundar em novos conhecimentos para se tornar um Canabista! a antes que eu esqueça a minha melhor descoberta como canabista foi o bong não jeito melhor de se aproveitar a flor!!

  • Sou Canabista, certeza! o verdadeiro sentido da coisa é ser maconheiro pra conhecer a cannabis e usar esse conhecimento básico como mola propulsora para se aprofundar em novos conhecimentos para se tornar um Canabista! a antes que eu esqueça a minha melhor descoberta como canabista foi o bong não jeito melhor de se aproveitar a flor!!

  • luc nebra

    belo texto!!faz algum tempo que sou um canabista apaixonado!!

  • luc nebra

    belo texto!!faz algum tempo que sou um canabista apaixonado!!

  • blogdamaryjuana

    É isso ae, Off! O que importa é viver o momento e buscar a evolução sempre! Legalize ganJAH! 🙂 Bjos e volte sempre! 😉

  • Off

    Namoral .. so maconheiro por ter 15 anos ‘-‘ mais meu sonho e ser Canabista, nao sou ainda por que meu pai não aceita isso na casa dele :ss kkk’ mais bem legal o post aew Vlww ~^

    • blogdamaryjuana

      É isso ae, Off! O que importa é viver o momento e buscar a evolução sempre! Legalize ganJAH! 🙂 Bjos e volte sempre! 😉

  • Raphael Felipe

    canabista 😀

  • Chong

    Bom até gostei, mas essa parte é por sua conta tita simpática:

    “bem como não sabe fazer uso de um bom haxixe, insistindo em misturá-lo a qualquer prensado paraguaio de péssimo aroma em vez de render-se ao tabaco”.

    Tabaco pra fumar haxixe é péssimo, use o bong ou uma pipe. Tabaco é ruim de todas formas e estraga o gosto do hax, que vc tanto fala, mesmo queimando o tabaco antes de enrolar…

    • É questão de gosto, Chong…o tabaco permite, sim, sentir o sabor do hash muito mais do que se misturado à erva. Ou no bong, claro, que é o ideal. Mas o formato “cigarro” muitas vezes é mais utilizado pela praticidade, até pq não é sempre que se tem um bong a mão, rs. E quando falo tabaco, me refiro a produtos de qualidade e não cigarros vendidos por aí em qq esquina. Valeu pela participação!! Bjo!!!

  • Chong

    Bom até gostei, mas essa parte é por sua conta tita simpática:

    “bem como não sabe fazer uso de um bom haxixe, insistindo em misturá-lo a qualquer prensado paraguaio de péssimo aroma em vez de render-se ao tabaco”.

    Tabaco pra fumar haxixe é péssimo, use o bong ou uma pipe. Tabaco é ruim de todas formas e estraga o gosto do hax, que vc tanto fala, mesmo queimando o tabaco antes de enrolar…

    • Chong

      Realmente é gosto, pq dar uma bola e umas prensadas com tabaco é duro…

  • lucas

    canabista nato!

  • lucas

    canabista nato!

  • Elton

    pra se ter noção do quanto eu prefiro uma lombra pesada, fumo uma tronca king de prensa sozinho!!! não tenho noção da skunk, mas quando eu começar a morar só vou investir pesado em um grow para experimentar de todos os tipos.

  • Elton

    muito bom, adorei! acho que fico em cima do muro também. sempre tenho seda, quando não tenho, improviso um bong de garrafa pet mesmo(pobre). faz pouco tempo que fumo com uma frequência(3 meses), mas sinto muita diferença quanto a “gosto”, apesar de de suave a solta que peguei era bem excêntrica e acabei enjoando. talvez seja questão de gosto mas até agora estou prefirindo uma prensa que to pegando, ela desce quadrada e tem pouco gosto, porém uma lombra muito forte. outro ponto é que me comporto muito bem, nunca tenho bad, não fico pedindo pra passar a bola, muito menos babando o baseado. e com certeza em realação ao dever de casa, eu estou muito bem, estudo bastante sobre o assunto, pesquiso quase que diariamente, não satisfeito mais com as informações oferecidas pela internet comprei um livro chamado HEMP uso medicinal e nutricional da maconha(será o primeiro de muitos), e em relação ao ativismo,legalizo meus amigos e pessoas proximas. e muuuuuita paciência!!!
    e quem tiver uma dica de livro, agradeço.

    • É isso aí, Elton! Que orgulho em ler teu comentário e saber que tem mais pessoas na mesma direção que eu, ou seja, do conhecimento, da experiência e da SABEDORIA canábica! Todos transitamos entre “maconheiro” e “cannabista” o tempo td, mas o que diferencia o cannabista é justamente essa curiosidade, amor e interesse genuínos pela erva. E vc é total cannabista e tá no caminho certo, buscando informações, curtindo sua brisa com responsabilidade e repassando as informações pros amigos!!PARABÉNS! Sobre dicas de livros, vou incluir em breve mais uma seção no blog sobre Literatura. Mas, enqto isso, uma ótima dica é o “Cannabis Medicinal: Introdução ao Cultivo Caseiro”, que vc pode encontrar a venda nesse link: http://cultivomedicinal.mercadoshops.com.br/ .E continue de olho aqui no blog tb, pq todo dia estamos com novidades e dicas pra quem curte cultura canábica! Bjinhos da titia e até a próxima!!!

  • Elton

    muito bom, adorei! acho que fico em cima do muro também. sempre tenho seda, quando não tenho, improviso um bong de garrafa pet mesmo(pobre). faz pouco tempo que fumo com uma frequência(3 meses), mas sinto muita diferença quanto a “gosto”, apesar de de suave a solta que peguei era bem excêntrica e acabei enjoando. talvez seja questão de gosto mas até agora estou prefirindo uma prensa que to pegando, ela desce quadrada e tem pouco gosto, porém uma lombra muito forte. outro ponto é que me comporto muito bem, nunca tenho bad, não fico pedindo pra passar a bola, muito menos babando o baseado. e com certeza em realação ao dever de casa, eu estou muito bem, estudo bastante sobre o assunto, pesquiso quase que diariamente, não satisfeito mais com as informações oferecidas pela internet comprei um livro chamado HEMP uso medicinal e nutricional da maconha(será o primeiro de muitos), e em relação ao ativismo,legalizo meus amigos e pessoas proximas. e muuuuuita paciência!!!
    e quem tiver uma dica de livro, agradeço.

    • É isso aí, Elton! Que orgulho em ler teu comentário e saber que tem mais pessoas na mesma direção que eu, ou seja, do conhecimento, da experiência e da SABEDORIA canábica! Todos transitamos entre “maconheiro” e “cannabista” o tempo td, mas o que diferencia o cannabista é justamente essa curiosidade, amor e interesse genuínos pela erva. E vc é total cannabista e tá no caminho certo, buscando informações, curtindo sua brisa com responsabilidade e repassando as informações pros amigos!!PARABÉNS! Sobre dicas de livros, vou incluir em breve mais uma seção no blog sobre Literatura. Mas, enqto isso, uma ótima dica é o “Cannabis Medicinal: Introdução ao Cultivo Caseiro”, que vc pode encontrar a venda nesse link: http://cultivomedicinal.mercadoshops.com.br/ .E continue de olho aqui no blog tb, pq todo dia estamos com novidades e dicas pra quem curte cultura canábica! Bjinhos da titia e até a próxima!!!

  • po, eu me considero cannabista, mais não descarto o rotulo de maconheiro pelo mesmo motivo do nome da “marcha das vadias”… Msm estigmatizado, acho q o “maconheiro” eh bom pra mostrar q medico, advogado, juizes e etc tbm podem ser um maconheiro… Quanto ao hash, prefiro com um premprem q tabaco justamente pelo gosto.. Sou fumante de tabaco mais acho um pecado colocar algo “industrializado” e nao da mesma familia no hash, mais sei q a opçao ideal seria as folhas da planta com o hash pra curtir só ele puro… Quanto as sedas, na hora do aperto, o q tem eh o q vale… E sempre tento ter uma smoking, mais o sedanapo vai sempre na carteira por segurança… A treta prensado7verdinho, ano passado no mochilao cañabico, qndo passei pela argentina, aprendi algo que pra mim foi importante… Sei q o prensado eh inferior em qualidade e sabor (e até na onda de vez em qndo), mas tbm sei q qnto nao se pode cultivar ou se esta na entresafra do cultivo, geralmente eh premprem ou nada, entao dou o devido valor e res

    • ótimo ponto de vista, Mirito!!!!realmente, o prensado é salvador, assim como um sedanapo num momento de desespero!!:) Não podemos desmerecer ninguém nesse caso! E tb não se trata de rotular, mas sim de uma tentativa de mostrar como evoluímos desde o primeiro baseado, rsrsrs. Parabéns pela reflexão!!!Bjinhos da titia e volte sempre!!!

  • po, eu me considero cannabista, mais não descarto o rotulo de maconheiro pelo mesmo motivo do nome da “marcha das vadias”… Msm estigmatizado, acho q o “maconheiro” eh bom pra mostrar q medico, advogado, juizes e etc tbm podem ser um maconheiro… Quanto ao hash, prefiro com um premprem q tabaco justamente pelo gosto.. Sou fumante de tabaco mais acho um pecado colocar algo “industrializado” e nao da mesma familia no hash, mais sei q a opçao ideal seria as folhas da planta com o hash pra curtir só ele puro… Quanto as sedas, na hora do aperto, o q tem eh o q vale… E sempre tento ter uma smoking, mais o sedanapo vai sempre na carteira por segurança… A treta prensado7verdinho, ano passado no mochilao cañabico, qndo passei pela argentina, aprendi algo que pra mim foi importante… Sei q o prensado eh inferior em qualidade e sabor (e até na onda de vez em qndo), mas tbm sei q qnto nao se pode cultivar ou se esta na entresafra do cultivo, geralmente eh premprem ou nada, entao dou o devido valor e res

    • ótimo ponto de vista, Mirito!!!!realmente, o prensado é salvador, assim como um sedanapo num momento de desespero!!:) Não podemos desmerecer ninguém nesse caso! E tb não se trata de rotular, mas sim de uma tentativa de mostrar como evoluímos desde o primeiro baseado, rsrsrs. Parabéns pela reflexão!!!Bjinhos da titia e volte sempre!!!

  • mirabeck

    Eu sou Cannabista, amante incondicional da santa erva, cultivo para consumo pessoal recreativo e medicinal. Acho uma maravilha as variedades de FENOS, independente do local de origem, Apaixonado pela indica do centro asiático e pela sativa da america do sul. Quando o povo descobrir como é simples e fácil cultivar em casa, acho que todo mundo vira cannabista!

    • É esse o caminho!! Não se trata de grana nem de frescura, mas sim de bom gosto e conhecimento que só se adquirem com a experiência! Mãos à terra! Quem quer o bom, que faça o melhor! 😉 Bjinhos!

  • Gostei do post, ia concordar com o Sam Nativo, porém tia, sua resposta vei em tempo. Estamos em constantes mudanças, e acredito que com as mudanças recentes, isso será ainda mais rápido.
    Ao meu ver, o maconheiro aqui no Brasil existe mais pelo forma como é nossa política de drogas do que realmente por escolha ou “esquecimento” rs. Ter acesso a um bom grower, é difícil, e ainda mais um que compartilhe suas colheitas deliciosas.
    O que está ao redor da maioria, é até esse prensando, muita gente nem provou de uma saudosa manga rosa, ou um cabeça-de-nêgo, ficando assim, difícil de desenvolver um gosto mais apurado ou uma nova “conduta” em relação a nossa amada maconha.
    Com a liberação do auto-cultivo, que está próximo, acredito que dentro do post proposto, muitos se tornarão cannabinista naturalmente.

    • Agora sim você leu meus pensamentos, Nouu-z!!! É bem nessas: com a liberação do cultivo caseiro, a tendência é apurarmos cada vez mais nosso paladar! Não quero discriminar maconheiros, pq eu mesma oscilo entre uma realidade e outra – e DIARIAMENTE! rsrs Bjos da titia!!!

  • Creio que a informação em sentido de segregar vai em contraversão ao sentido de ativismo. Essa artimanha é a mesma da publicidade consumista. ela é sutilmente eficaz, óbvio, mas não é uma alternativa de se mudar algum preconceito, até porque está repleta de preconceitos.

    Minha humilde opinião pelo trabalho.
    Paz para os irmãos.

    • Oi, Sam!!! Adorei sua opinião! Mas vale lembrar que esse papo de maconheiroXcanabista é uma viagem que de maneira nenhuma pretende “rotular” ninguém, até pq estamos todos em transição e mudança constantes. Muito menos pretendo “segregar”, pois sou absolutamente contra toda e qq forma de preconceito. Trata-se de uma brincadeira apenas para dizer que há, sim, uma diferença grande entre pessoas que – como eu, como você – vestem a camisa do ativismo e não têm medo de se expor para defender a descriminalização, seja através de blogs, sites ou participação em Marchas, seja no dia-a-dia, reduzindo danos e ajudando os irmãos. Por outro lado, há quem use a chancela da erva e de um pseudo-ativismo apenas para se promover, bancar o “underground” ou simplesmente pagar de gatinho(a) acendendo um baseado seja lá do que for. Volte sempre que teremos novidades todos os dias! Bjão da titia!!

      • simone tarrago

        adorei

  • Alan_4:20

    To em cima do muro mais quero ser um grande Cannabista..Kkkkk

    • É isso aí, Alan, trata-se da evolução natural! Vc com ctz está no caminho certo pra ser um grande canabista, só pelo fato de já estar aqui se informando! 😉 Bjos da titia and catch a fire!

    • PH

      Adorei o Post, Até porque diferencia dequem estar realmente buscando na nossa erva natural não só o encontro da paz e espiritual ou que p ficar rílex..mas diferencia também d quem luta a favor da nossa manifestação da “Legalização da Maconha” que procura saber o que é a erva em si, e seus benefícios e não só fumar maconha só pra se exibir ou bancar o ”fodao” nas rodinha dos amigos… a situação da erva em si vai muito além de apenas dar uma tragada, a partir do momento em que vocês estão comprando mesmo que seja só para experimentar a maconha…de qualquer forma, estamos ostentando o tráfico..Que provoca milhares de assassinatos e crime, seja a nossa intenção sendo boa ou ruim, pois só que temos quanto antes fazer com que a lei seja aprovada a favor, no sentando o governo ficará também ao nosso favor, Para que o nosso dinheiro seja usado para novos projetos, ONG s, não só para o nosso bem mas para o bem..das pessoas ao nosso redor também. Como que acontece nos países de primeiro mundo. Temos que nos unir nas Marchas, Porque a legalização que só irá evoluir o nosso país…

      ..Tranquilidade aí p galera e VIVA A LEGALIZAÇÃO! _

      _______,-~-. __.–.__ ,-~-._______
      _______/ .- ,’_________`. -. ______
      _______ ` /`__________’ ‘ /______
      ________`-/___’a___a`___-‘________
      _________|____,'(_)`.____|_________
      ____________( ._|_. )___/_________
      _____________`.__,’___/__________
      __________.-`._______,’-.__________
      ________,’__,’___`-‘___`.__`._______
      _______/___/_____V____________
      _____,’____/______o_________`.___
      ___,’_____|______o_______|_____`._
      __|_____,’|______o_______|`._____|
      ___`.__,’_.-_____o______/-._`.__,’__
      _________/_`.____o____,’_________
      __.””-._,’______`._:_,’_______`.,-“”.__
      _/_,-._`_______)___(________’_,-.__
      (_(___`._____,’_____`.______,’___)_)
      ________,’________`.____/___/_/__
      __`.`._,’_/_______________`._,’,’__
      Bjs do Ted