CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ATIVISMO > Ato unificado pelo fim da guerra às drogas movimenta diversas capitais

Ato unificado pelo fim da guerra às drogas movimenta diversas capitais


Amanhã é dia dos canabistas invadirem as ruas do Brasil num ato unificado pela liberdade de Ras Geraldo & o fim da guerra às drogas. A data foi escolhida pois no dia 14/08 completará um ano da injusta prisão de Geraldo Antônio Batista, fundador da primeira igreja Rastafári do Brasil, e detido por cultivar a erva para uso religioso – fato que contraria a Constituição Federal no que diz respeito à liberdade de culto.

atounificadorj

Organizado por coletivos antiproibicionistas de diferentes cidades – como a Marcha da Maconha e o Instituto da Cannabis – o evento ocorrerá simultaneamente em São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis e Belo Horizonte. Estão previstas performances, distribuição de panfletos e outras atividades artísticas com o objetivo de conscientizar o público sobre a maconha e protestar em nome da liberdade de Ras Geraldinho.

Outro assunto abordado será o NÃO AO PLC 37, o escabroso Projeto de Lei Complementar 37, proposto pelo deputado federal Osmar Terra, que está em pauta no Senado Federal e prevê o aumento da pena mínima para venda de drogas, política de internação forçada de usuários e privatização da rede pública de saúde mental com verbas para as comunidades terapêuticas de “tratamento religioso”.  Na contramão do que está acontecendo mundo afora – vide Uruguai, Estados Unidos, etc – o projeto pode aumentar o encarceramento em massa da juventude pobre e negra, incluindo usuários que são acusados de tráfico, além de legitimar as políticas de recolhimento à força de pessoas em situação de rua – o que significa um retrocesso medieval na Reforma Psiquiátrica e na luta antimanicomial.

A manifestação pretende ainda clamar pelo julgamento do Recurso Extraordinário 635659 a favor da descriminalização do usuário de droga. Em trâmite no Supremo Tribunal Federal, o RE 635659 representa a chance de descriminalizar o porte de drogas ilícitas para uso pessoal, em respeito ao direito à intimidade e vida privada, previstos na Constituição. Na prática, o julgamento pode retirar qualquer possibilidade de penalização de usuários e cultivadores.

Não faltam motivos para comparecer, compartilhar e fazer diferença nessa luta que é de todos – não só dos maconheiros, mas de qualquer pessoa que defenda a liberdade individual!

Confira abaixo a programação de cada cidade no Facebook:

– RIO DE JANEIRO: https://www.facebook.com/events/698740523475385

– SÃO PAULO: https://www.facebook.com/events/204705756354746/

– FLORIANÓPOLIS: https://www.facebook.com/events/417868414996488/

BELO HORIZONTE:  O ato acontece na Praça Israel Pinheiro (Praça do Papa), à partir das 8h.

**Nos dia 17 e 18 de agosto, ocorrerá também uma vigília em apoio a Ras Geraldinho na sede da Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil, em Americana (SP). 

You may also like
Fiocruz inicia plano de pesquisa para usar maconha
Veja como foi a audiência sobre cultivo de maconha no Senado
Mulheres comparecem em peso à Marcha da Maconha São Paulo 2018
Saiba como foi a Marcha da Maconha São Paulo 2018

Leave a Reply