Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ATIVISMO > No papel, MACONHA – por que no vaso não?

No papel, MACONHA – por que no vaso não?


Muito se tem falado por aí sobre o óleo de maconha rico em canabidiol (CBD). De repente, é como se todo um mundo novo tivesse se descortinado para os caretas & alienados de plantão, que finalmente começam a se render aos benefícios da cannabis para o tratamento das mais diversas doenças. Há até gente muito da mal intencionada que costuma dizer que a “luta pela legalização da maconha” começou a partir de uma recente campanha que, se teve o mérito de colocar a pauta na grande mídia que a subsidia, também teve o demérito de favorecer os tubarões da indústria farmacêutica em detrimento do direito universal do homem plantar seu próprio alimento/medicamento.

No meio de tamanho imbróglio, vale a pena lembrar que nem só de canabidiol são feitas as propriedades medicinais da maconha. O THC, entre outros canabinoides, também é rico em propriedades medicinais que podem melhorar a qualidade de vida de pessoas como Gilberto Castro, de 41 anos , que tem esclerose múltipla e precisa da erva para aliviar os sintomas.

Ele já conseguiu o direito de importar o Sativex, medicamento que custa entre R$ 1.200 a R$ 1.800. Gil necessita de pelo menos três frascos destes por mês e se pergunta: por que não pode plantar seu próprio remédio – o que lhe asseguraria qualidade e custo infinitamente mais baixos?

É para colocar o dedo na ferida de quem acha que importação é a solução que o coletivo paulista Prensa420 decidiu lançar esse mini-documentário no início do mês passado. A partir da história de Gilberto Castro, o vídeo expõe toda a hipocrisia e a incoerência de um país que agora permite a importação de óleo de maconha para os abastados que tem dinheiro para tal, mas continua recriminando uma simples planta que poderia crescer em qualquer canto e beneficiar muita gente.

Dá play e aproveita pra se inscrever no canal do Prensa420 no Youtube.

FICHA TÉCNICA:

No papel, MACONHA – por que no vaso não?
[2014, Brasil. Produção: Coletivo Prensa420, 14min]

Reportagem: Fabrício de Lima
Imagens: Fabbão, Fabrício de Lima
Edição: Fabbão
Trilha: Seixlack & Zopelar, Azuc, Freeplay Music
Parceria: Growroom

You may also like
Xandão do Rock: Quando a inspiração e o medicamento vêm do mesmo lugar
Associação de usuários medicinais posiciona-se contra a candidatura de Jair Bolsonaro
Malásia pode se transformar no primeiro país asiático a legalizar uso medicinal da maconha
CBD pode ser eficaz no tratamento do TEPT

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.