Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Maconha é eficaz no tratamento das dores crônicas

Maconha é eficaz no tratamento das dores crônicas


Publicado pela revista Drug and Alcohol Dependence, um estudo recente mostrou que o consumo de maconha para aliviar dores crônicas é muito comum. E mais: os pacientes relataram maior alívio com o uso de cannabis do que quando utilizam apenas medicamentos opioides.

A investigação incluiu 1.514 pessoas que vivem na Austrália e receberam prescrição de opioides para tratamento de dor crônica não-oncológica. Segundo os cientistas, “foram exploradas associações entre demografia, dor, características pessoais de cada paciente e o uso de cannabis para a dor “.

Os resultados mostraram que um em cada seis – ou seja, 16% – tinham usado cannabis para alívio da dor, sendo 6% no mês anterior.

Quase metade (43%) da amostra também já tinha consumido cannabis para fins recreativos.

Um quarto dos participantes relatou que utilizaria maconha para alívio da dor se tivesse acesso. Aqueles que já usam cannabis para dor, em média, são mais jovens, relataram maior intensidade de dor e maior interferência da dor em suas vidas cotidianas.

A conclusão do estudo mostra que o “consumo de cannabis com a finalidade de aliviar a dor parece comum entre as pessoas que vivem com dor crônica não-oncológica – e os usuários relatam maior alívio da dor com a combinação com opioides, do que quando os opioides são usados sozinhos.”

Clique aqui para acessar o estudo.

You may also like
Justiça do RN autoriza cultivo de maconha por mãe e filha para tratamento de depressão
Xandão do Rock: Quando a inspiração e o medicamento vêm do mesmo lugar
Associação de usuários medicinais posiciona-se contra a candidatura de Jair Bolsonaro
Malásia pode se transformar no primeiro país asiático a legalizar uso medicinal da maconha

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.