CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NEGÓCIOS > Maconha é campeã de vendas na “deep web”

Maconha é campeã de vendas na “deep web”


Nem mesmo a trágica derrocada da Silk Road foi capaz de frear a procura por substâncias ilícitas na chamada “deep web”, considerada o “submundo” da internet pela ausência de leis e o pretenso anonimato dos usuários.

Em busca de revelar detalhes das atividades desenvolvidas nesse ambiente, a empresa de segurança online Trend Micro analisou nada menos do que 576 mil URLs. E adivinha qual a substância mais comercializada na “deep web”? Maconha, claro!

screen

De acordo com o relatório, a cannabis corresponde a 31,6% do mercado de drogas nessa parte da internet, seguida por remédios controlados (21,05%), MDMA (10,53%) e LSD (5,26%).

Outra descoberta que chamou a atenção dos pesquisadores é a existência de sites que transmitem ao vivo imagens de plantações de maconha. Além de exibir as belas flores, a intenção dos produtores é expor as condições de cultivo para potenciais consumidores.

Mas nem só de drogas, armas e demais produtos ilegais é feita a tal “web profunda”. “Apesar de haver, claro, sites dedicados a drogas e armas, uma grande parte desses links são dedicados a assuntos mais comuns – blogs políticos e pessoais, sites de notícias, fóruns de discussão, sites religiosos e até rádios”, afirma o estudo.

Ou seja: os proibicionistas tentam, mas jamais encontrarão uma maneira de barrar a produção e comércio de maconha. Afinal, enquanto houver demanda, se o consumo não ocorrer pela pela via legal, será pela ilegal. Viva longa a “deep web”!

*Fonte: Trend Micro

  • Denis

    Triste é ver tanta gente escondida por causa da maryjuana, enquanto os bares continuam autorizados a fornecer álcool e maços de cigarros do mundo de marlboro aos seus clientes… Saudações!