CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > CULTURA > HISTÓRIA > O que são landraces?

O que são landraces?


Adeptos do cultivo caseiro de maconha já estão habituados ao termo, mas para a maioria da maconheiragem brasileira as landraces permanecem como apenas mais uma obscura palavra gringa pairando no ar.

Antes de entrar em detalhes conceituais, no entanto, é preciso rememorar alguns fatos históricos sobre a cannabis. Utilizada pelo homem há milhares de anos, a maconha é originária da Ásia, de onde seguiu para as demais regiões do mundo ao longo dos anos em que tem sido cultivada para fins medicinais, religiosos e recreativos.

Reza a lenda que as primeiras espécies canábicas surgiram no Afeganistão e Paquistão, espalhando-se posteriormente para América do Sul, África e América Central. Tais variedades nativas recebem o nome de landrace. Basicamente, consistem em strains mais “puras”, que foram criadas e selecionadas naturalmente.

Landraces são a base das strains híbridas

Peça-chave no desenvolvimento de genéticas canábicas, as landraces estão na base de criação das strains híbridas. Afinal, a maioria das variedades canábicas disponíveis hoje no mercado descende do cruzamento de uma – ou mais de uma – landrace. São as landraces que também estão por trás de diversas terminações tão comuns aos canabistas, como “haze” e “kush”.

Preservação genética

Do sabor aos efeitos, passando pelas características da planta, cada landrace possui qualidades próprias de acordo com a região de origem. Não por acaso, tais strains caíram na mira de grandes hempresários do mundo canábico, incluindo o auto-intitulado “Rei da Cannabis”, Arjan Roskam, proprietário da Green House Seeds, da Holanda.

Na web-série “Strain Hunters”, Arjan e sua trupe desbravam diversos continentes em busca das valiosas landraces, que depois darão origem a uma série de sementes híbridas comercializadas pela rede.

Alguns críticos alertam sobre o possível efeito predatório da indústria canábica nas cada vez mais raras landraces, na medida em que os sucessivos cruzamentos contribuem para a perda das características genéticas originais.

Exemplos

Alguns exemplos de landraces clássicas de acordo com suas regiões de origem são:

*Afeganistão/Paquistão: Hindu Kush., Pure Afghan

*África: Malawi, Durban Poison

*Brasil: Manga Rosa

* Jamaica: Lamb’s Bread