Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Novo estudo comprova eficácia do CBD no tratamento da epilepsia

Novo estudo comprova eficácia do CBD no tratamento da epilepsia


Espalhe a boa !

Se existe alguém no mundo que ainda duvida da eficácia da maconha para fins medicinais, certamente é porque vive em outro planeta ou está muito mal intencionado!

Nesta semana, o maior estudo já realizado sobre cannabis e epilepsia foi apresentado na reunião anual da American Epilepsy Society, na Filadélfia (EUA).

A pesquisa envolveu 313 crianças e adolescentes de 16 centros de epilepsia ao redor do Estados Unidos. Todos os participantes foram submetidos a um regime de tratamento com o Epidiolex, medicamento a base de canabidiol (CBD) fabricado pela GW Pharma.

Após três meses, 261 destas crianças reduziram as crises convulsivas pela metade, apresentando pouco ou nenhum efeito colateral. Além disso, alguns pacientes experimentaram uma redução de 100% nas convulsões.

“Nos períodos subsequentes, que foram muito encorajadores, 9% de todos os pacientes e 13 % das pessoas com síndrome de Dravet estavam livres das convulsões”, disse o Dr. Orrin Devinsky, neurologista do Centro Médico Langone da Universidade de Nova York.

A conclusão da pesquisa não deixa dúvidas de que o canabidiol é uma “opção de tratamento promissora para as formas de epilepsia resistentes aos tratamentos convencionais”.

Clique aqui para visualizar o estudo na íntegra.

*Foto: Nathan Denette/Canadian Pres

You may also like
Nova Zelândia legaliza uso medicinal da maconha
Comissão do Senado aprova descriminalização da maconha para uso medicinal
UFRN abre primeiro curso sobre uso medicinal da maconha
Descriminalização do cultivo de maconha para uso terapêutico pode ser aprovada esta semana no Senado

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.