CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ATIVISMO > “Insegurança é a regra”, diz Cristiano Maronna sobre a lei de drogas no Brasil

“Insegurança é a regra”, diz Cristiano Maronna sobre a lei de drogas no Brasil


Durante a segunda aula do curso Panorama Ganja Talks, o advogado Cristiano Maronna falou sobre a situação legal da cannabis no Brasil.

Especialista em direito criminal, diretor do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais e presidente do conselho da Plataforma Brasileira de Políticas de Drogas, Maronna abordou o impacto social da lei 11.343/06.

Na opinião de Maronna, a atual lei de drogas brasileira consiste numa “zona cinzenta” onde não há critérios definidos e reina a completa arbitrariedade. “Insegurança é a regra.”

Além de apresentar o contexto brasileiro, a aula também abordou modelos regulatórios de países como Holanda, Portugal e Uruguai.

Na opinião do advogado, “o total proibicionismo é tão nefasto quanto o mercado desregulado”.

Questões legais sobre o cultivo caseiro foram outro destaque da apresentação.

Participe do Panorama Ganja Talks

Inédito no Brasil, o curso Panorama Ganja Talks aborda um eixo temático por dia, com professores experientes em diversos temas: cultura, mídia, direito, negócios, medicina e política. As aulas podem ser acompanhadas presencialmente ou através da internet.

Ao final de cada encontro, os alunos terão uma visão mais completa sobre o que está acontecendo no mundo da maconha – além de preciosos insights sobre o que vem por aí.

Onde: Espaço Cult (r. Aspicuelta 99, Vila Madalena, São Paulo)

Quando: Segundas e quintas-feiras, das 20h às 22h.

Próximas aulas: 21, 24, 28 de novembro, 01  e 05 de dezembro.

Carga horária total: 12h

Vagas presenciais: 30

Vagas online: inscreva-se agora!

Próximas aulas

Aula 3 – Política

24 de novembro

Jean Wyllys, deputado federal autor de projeto de lei para legalização da cannabis, fala sobre as projeções da droga na arte popular, na linguagem, na moral e nos costumes, e sobre os caminhos para uma regulamentação no Congresso.

Aula 4 – Uso Medicinal

28 de novembro

Eduardo Faveret, neuropediatra e epileptologista do Instituto do Cérebro, no Rio de Janeiro, apresenta os resultados de sua ampla experiência no atendimento de crianças que usam extratos de Cannabis para o tratamento de convulsões e a imagem da droga na medicina brasileira. Katiele Fischer, mãe de Anny Fischer, primeira paciente de maconha medicinal do Brasil, fala sobre o contexto dos pacientes e suas dificuldades para se tratar com a planta no país.

Aula 5 – Comunicação

01 de dezembro

Guilherme Melles, editor do Quebrando o Tabu, fala sobre como a página de um filme sobre maconha se tornou um dos canais mais influentes do Facebook no Brasil. Mônica Pupo, criadora do Maryjuana.com.br, um dos principais veículos canábicos do Brasil, fala sobre como a voz da mulher é pouco ouvida no mundo da Cannabis – e sobre como isso precisa mudar.

Aula 6 – Negócios

05 de dezembro

Alexandre Perroud, fundador da Ultra 420, primeira rede de headshops do Brasil, fala do mercado canábico brasileiro, das características e oportunidades do cenário. João Paulo Costa, fundador do Who is Happy, rede social de usuários da cannabis, fala sobre os avanços do empreendedorismo canábico digital no Brasil e no mundo.