CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Estudo demonstra eficácia dos canabinoides no tratamento de traumatismo craniano

Estudo demonstra eficácia dos canabinoides no tratamento de traumatismo craniano


A cada novo estudo publicado aumenta a lista de patologias que podem ser tratadas com a cannabis.

Agora, um novo estudo publicado na revista Frontiers in Pharmacology indica que os canabinoides podem ser úteis no tratamento do traumatismo crânio-encefálico (TCE).

A pesquisa inicia com a afirmação de que “o sistema endocanabinoide regula um conjunto diverso de processos fisiológicos e possui alvos potenciais consideráveis ​​para o tratamento de numerosos estados patológicos”.

Na sequência, os cientistas observam que a “lesão cerebral traumática permanece como uma patologia refratária aos medicamentos disponíveis atualmente, talvez devido à sua natureza heterogênea em etiologia, apresentação clínica e gravidade”.

Após revisar estudos pré-clínicos avaliando o potencial terapêutico dos canabinoides nesta condição, descobriu-se que “os receptores CB1 e CB2 desempenham um importante papel na modulação de marcas celulares e moleculares da patologia TCE, tais como morte celular, excitotoxicidade, neuroinflamação, ruptura cerebrovascular, estrutura celular e remodelação”.

Os déficits comportamentais induzidos pela doença, incluindo prejuízos no aprendizado e memória, deficiências motoras neurológicas, convulsões e ansiedade “também respondem às manipulações do sistema endocanabinoide”.

A partir dai, a conclusão foi a de que os “fitocanabinoides derivados de plantas, canabinoides sintéticos e endocanabinoides, bem como seus receptores não-canabinoides, representam importantes áreas de pesquisa básica e potencial interesse terapêutico para o tratamento do traumatismo crânio-encefálico”.