CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Canadenses desenvolvem tecnologia para secar flores de cannabis em 18 horas

Canadenses desenvolvem tecnologia para secar flores de cannabis em 18 horas


Quem planta cannabis sabe que não adianta ter pressa após a colheita, pois tempo e paciência são fundamentais na fase de secagem e processamento das flores.

Com o objetivo de reduzir o tempo necessário neste processo, empresários canadenses estão desenvolvendo uma tecnologia capaz de secar as plantas em 18 horas. Normalmente, o período de secagem gira em torno de 14 dias.

No início do mês, a empresa canadense Kaamos Inc. assinou uma carta de intenção com outra empresa, a Protein Solutions Group (PSG), com o objetivo de adquirir uma os direitos de venda e distribuição de uma tecnologia chamada Protein Dried.

Patenteada e já aprovada para uso no Canadá, a Protein Dried consiste numa tecnologia de desidratação orgânica que é superior aos outros métodos de secagem, preservando as estruturas celulares dentro do material vegetal e aumentando a vida útil das plantas. Tudo isso utilizando pouco ou nenhum calor, o que ajuda a proteger as moléculas sensíveis às altas temperaturas presentes na cannabis.

Além disso, o novo método promete conservar as plantas secas por cerca de 18 a 24 meses em comparação com a vida útil de no máximo seis meses, permitindo que os cultivadores armazenem seus produtos por mais tempo.

As empresas também alegam que a tecnologia requer baixos investimentos em novos equipamentos e consome pouca energia.

“Estamos entusiasmados em apresentar esta novidade aos produtores cannabis licenciados no Canadá”, afirmou Donna Tremble, CEO da Kaamos Inc. “Trata-se de uma indústria em rápido crescimento e essa tecnologia tem um enorme potencial para aumentar a produção e evitar a escassez de produtos após a legalização da maconha recreativa no próximo ano.”

O início das vendas de maconha com fins recreativos no Canadá deve acontecer a partir de julho de 2018.