CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > CULTURA > TURISMO > Cannabis na Suíça: mais segura que Toblerone

Cannabis na Suíça: mais segura que Toblerone


A Suíça, seguindo sua tradição de aversão ao risco e respeito às liberdades individuais que não gerem externalidades negativas, realiza sua blitzkrieg contra a Guerra às Drogas.

A infantaria dessa ofensiva helvética é o inofensivo mediador da paz, o CBD. O Ilustre diplomata não produz efeitos psicoativos e possui benefícios à saúde que desafiam os preconceitos da classe médica, vítima capturada que sofre de síndrome de Estocolmo, e seus batalhões de agressivos guerreiros psiquiatras seguem desafiando a História com sua Cruzada contra às Drogas.

Lojas especializadas em cânhamo fervilham por toda Suíça, de Geneva à St Gallen. Produtores inovam e constroem greenhouses de padrão fito-farmacêutico.

Fachada da Royal Green, uma das muitas lojas suíças especializadas em cannabis, localizada em St. Gallen

Laboratórios faturam fortunas testando os níveis de canabinoides nas flores e óleos produzidos, distribuídos e vendidos por jovens empreendedores de todas as nacionalidades e línguas da Europa.

O limite de 1% de THC na Suíça e de 0.3% na Europa preocupam esses responsáveis empresários. Não obstante, segue no parlamento suíço uma moção para regulamentar a cannabis tanto para uso recreativo como medicinal.

Produtos alimentícios diversos feitos com cannabis são comuns na Suíça

Atualmente, a polícia verifica custosamente a quantidade de THC de quantidades portadas de mais de 10g, o que leva a multas e até prisões, dependendo da quantidade.

Cosméticos à base de maconha são outra tendência nas lojas especializadas da Suíça

Em respeito ao de Estado de Direito e aos limites de poder do Estado, recentemente, a polícia suíça foi obrigada a pagar uma indenização de um milhão de francos suíços para um produtor de cannabis medicinal que tinha autorização de plantio de cânhamo com menos de 1% de THC – e cujos testes das amostras coletadas demonstraram estar de acordo com as exigências legais.

Cannabis vendida legalmente na Suíça, já devidamente triturada e pronta para o consumo

*por Samy Abud Yoshima, administrador e empreendedor do mercado canábico