CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Incêndios destroem fazendas de cannabis na Califórnia

Incêndios destroem fazendas de cannabis na Califórnia


Desde a semana passada, o norte da Califórnia enfrenta um dos piores incêndios florestais da história do estado, ocasionando prejuízos em  diversas fazendas de maconha localizadas no chamado Emerald Triangle – ou Triângulo de Esmeraldas.

Como se já não bastassem as 40 mortes contabilizadas durante a tragédia até o momento- além de pelo menos 100 mil desabrigados – quem também está sentindo na pele as consequências do fogo incontrolável são os produtores de maconha locais.

O clima seco e o vento incessante dificultam o trabalho dos bombeiros e contribuem para alastrar os incêndios, que já devastaram 865 km², incluindo fazendas inteiras de maconha localizadas nos condados de Mendocino e Sonoma, epicentro da indústria canábica do estado. Diversas casas, vinícolas, hotéis e outros estabelecimentos comerciais da região também foram destruídos.

Segundo Hezekiah Allen, diretor executivo da California Growers Association, já se sabe que pelo menos seis fazendas de maconha foram atingidas, justamente durante a temporada das colheitas de outono – e poucos meses antes do início das vendas de maconha para fins recreativos no estado.

Situação difícil para os cultivadores

“Os sonhos e esperanças de muitas pessoas que lutaram pela cannabis legal viraram cinzas ou estão cobertas de fumaça agora”, lamentou Allen.

A situação dos cultivadores é ainda mais desafiadora porque eles não possuem acesso a seguros de colheita ou empréstimos bancários, pois a cannabis permanece proibida perante as leis federais norte-americanas.

“Uma vez que a cannabis é classificada como uma substância proibida segundo a lei federal, as fazendas que a cultivam não são elegíveis para o seguro federal de colheitas”, disse Heather Manzano, administrador interino da Agência de Gerenciamento de Riscos, responsável pela supervisão do seguro federal voltado à agricultura.

Até mesmo os cultivos de cannabis que não foram atingidos diretamente pelas chamas correm risco, pois a fumaça pode alterar o sabor do produto, reduzindo significativamente seu preço.

Reportagem do site Leafly mostra fotos chocantes dos incêndios, tiradas por Erich Pearson, diretor executivo da San Francisco Patient Resource Center, que possui uma fazenda de maconha em perto do condado de Sonoma.

“O céu inteiro brilhava”, descreveu o hempreendedor. “Não havia nada que eu pudesse fazer pela fazenda.”

Obrigado a fugir, Pearson voltou à fazenda após as chamas serem contidas e deparou-se com um cenário desolador. Todas as estruturas de madeira da propriedade, incluindo quase 6 mil metros quadrados de salas de processamento – algumas com cannabis em fase de secagem – foram destruídas, além de outros bens, como o automóvel da foto acima..

Algumas estufas, cercadas com amortecedores de cascalho, resistiram, mas quase todo o cultivo ao ar livre da fazenda foi destruído pelas chamas.

“Ainda estamos avaliando o que perdemos”, declarou Pearson. “Todo mundo está reagindo de modo diferente à situação. Estou em um modo de luta, me perguntando: ‘O que podemos fazer como comunidade? O que podemos fazer para ajudar nossos vizinhos?’”

Fundos e doações

Diversas iniciativas já surgiram com o objetivo de arrecadar fundos e doações para os cultivadores de cannabis afetados pelos incêndios na Califórnia, incluindo o MendoFire: CalGrowers Wildfire Relief Fund e Farmers Helping Farmes.

*Fotos: AP/NY Times, Leafly