CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Terpenos: conheça o poder do beta-cariofileno no tratamento da sepse

Terpenos: conheça o poder do beta-cariofileno no tratamento da sepse


Quando estamos com alguma infecção nosso organismo produz uma série de reações imunológicas para poder contê-la. Em alguns casos, dependendo do tipo de infecção e da saúde do indivíduo, estas reações imunológicas causam danos aos próprio organismo. Chamada de sepse, esta condição é uma das principais causas de morte nas UTIs hospitalares.

Atualmente, não existem muitas opções para o tratamento da sepse. Porém, um estudo publicado recentemente sugere que o terpeno Beta-Cariofileno, um dos terpenos presentes na maconha, pode ser um grande aliado no combate a esta condição.

Além de ser encontrado na cannabis, o Beta-Cariofileno também está presente em especiarias comuns em nosso dia-a-dia, como o alecrim (Rosmarinus officinalis), orégano (Origanum vulgare), canela (Cinnamomum sp), pimenta do reino (Piper nigrum) e cravo da Índia (Syzygium aromaticum).

Além da maconha, o Beta-Cariofileno também pode ser encontrado no alecrim, orégano, canela, pimenta do reino e no cravo da Índia.

Já foi observado em estudos com animais de laboratório que o Beta-Cariofileno se liga aos receptores CB2 do sistema endocanabinóide e promove a imunossupressão, isto é, ele reduz a resposta inflamatória.

Dessa maneira, os pesquisadores sugerem que o terpeno pode ser útil no controle do estágio hiper inflamatório inicial da sepse e, que por ser um derivado de plantas, pode ter melhores resultados quando em comparação a medicamentos sintéticos.

Clique aqui para saber mais sobre os terpenos presentes na maconha.

*Por Lia Esumi: Bióloga, Ms/PhD em Psicobiologia e colaboradora no Maryjuana

You may also like
CBDV pode ter papel crucial para o efeito anticonvulsivo da maconha
Maconha alivia tiques de pacientes com a síndrome de Tourette
Chile comercializa seu primeiro medicamento à base de maconha
Juiz federal do RN libera importação de maconha e critica restrições ao plantio

Leave a Reply