Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Chile comercializa seu primeiro medicamento à base de maconha

Chile comercializa seu primeiro medicamento à base de maconha


O Cannabiol, o primeiro fitofármaco elaborado no Chile à base de maconha para o tratamento de dores crônicas causadas por doenças oncológicas e neurológicas, começou a ser comercializado nesta terça-feira em uma farmácia municipal do norte de Santiago.

Em um ato simbólico na comuna de Quilicura foram entregues gratuitamente unidades de Cannabiol a três pacientes com dores crônicas, os primeiros a receber este produto elaborado por Knop, um laboratório chileno dedicado à medicina homeopática e fitoterápica.

O medicamento é o primeiro a base de maconha a ser elaborado no Chile e sua comercialização foi precedida apenas por fitofármacos estrangeiros. Em 2016, passou a ser permitida a venda regular do Sativex, um fármaco também elaborado com Cannabis.

O Cannabiol foi produzido graças a um projeto da Fundação Daya – que defende o uso medicinal e recreativo da maconha – e 15 municípios chilenos que conseguiram uma autorização especial do Instituto de Saúde Pública (ISP).

Ao menos 2.500 pacientes dos municípios participantes do projeto poderão ter acesso a este fitofármaco, enquanto outras 200 pessoas se inscreveram para adquiri-lo após obterem uma autorização do ISP. O medicamento deve ser receitado por um médico.

Seu preço chega a 75 dólares e poderá ser adquirido em farmácias. O ISP autorizou a venda de 3.600 unidades deste produto de solução oleosa, consumido em gotas e cujo frasco tem 30 ml.

A maconha utilizada foi obtida de 6.400 pés da plantação “Tierra Santa”, na localidade de Quinamávida (350 km ao sul de Santiago), propriedade da fundação Daya.

No Chile, embora o consumo privado seja permitido, a venda de maconha é penalizada. O Congresso chileno debate um projeto de lei que regule o uso e cultivo pessoal de maconha.

*Fonte: AFP

You may also like
Xandão do Rock: Quando a inspiração e o medicamento vêm do mesmo lugar
Associação de usuários medicinais posiciona-se contra a candidatura de Jair Bolsonaro
Malásia pode se transformar no primeiro país asiático a legalizar uso medicinal da maconha
CBD pode ser eficaz no tratamento do TEPT

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.