CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Chile comercializa seu primeiro medicamento à base de maconha

Chile comercializa seu primeiro medicamento à base de maconha


O Cannabiol, o primeiro fitofármaco elaborado no Chile à base de maconha para o tratamento de dores crônicas causadas por doenças oncológicas e neurológicas, começou a ser comercializado nesta terça-feira em uma farmácia municipal do norte de Santiago.

Em um ato simbólico na comuna de Quilicura foram entregues gratuitamente unidades de Cannabiol a três pacientes com dores crônicas, os primeiros a receber este produto elaborado por Knop, um laboratório chileno dedicado à medicina homeopática e fitoterápica.

O medicamento é o primeiro a base de maconha a ser elaborado no Chile e sua comercialização foi precedida apenas por fitofármacos estrangeiros. Em 2016, passou a ser permitida a venda regular do Sativex, um fármaco também elaborado com Cannabis.

O Cannabiol foi produzido graças a um projeto da Fundação Daya – que defende o uso medicinal e recreativo da maconha – e 15 municípios chilenos que conseguiram uma autorização especial do Instituto de Saúde Pública (ISP).

Ao menos 2.500 pacientes dos municípios participantes do projeto poderão ter acesso a este fitofármaco, enquanto outras 200 pessoas se inscreveram para adquiri-lo após obterem uma autorização do ISP. O medicamento deve ser receitado por um médico.

Seu preço chega a 75 dólares e poderá ser adquirido em farmácias. O ISP autorizou a venda de 3.600 unidades deste produto de solução oleosa, consumido em gotas e cujo frasco tem 30 ml.

A maconha utilizada foi obtida de 6.400 pés da plantação “Tierra Santa”, na localidade de Quinamávida (350 km ao sul de Santiago), propriedade da fundação Daya.

No Chile, embora o consumo privado seja permitido, a venda de maconha é penalizada. O Congresso chileno debate um projeto de lei que regule o uso e cultivo pessoal de maconha.

*Fonte: AFP

You may also like
Reino Unido revisará lei sobre uso medicinal da maconha
Portugal aprova uso de maconha para fins medicinais
Combinação de radioterapia com canabinoides pode revolucionar tratamento contra o câncer
THC pode ajudar na recuperação de pacientes com anorexia nervosa

Leave a Reply