Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ATIVISMO > CULTIVO > 5 tipos de maconha para driblar a larica

5 tipos de maconha para driblar a larica


Precisa fazer dieta mas a maconha não deixa? Conheça 5 strains para driblar a larica!

Embora o efeito estimulante do apetite causado pela cannabis seja terapêutico e possa até mesmo salvar vidas, nem sempre ele é bem-vindo. Para algumas pessoas, especialmente as que necessitam fazer alguma dieta de restrição alimentar, a chamada larica é um dos mais temidos efeitos colaterais da maconha.

Para esses aflitos maconheiros, uma boa notícia: nem todas as strains provocam a gula! No vasto universo das genéticas e cruzas canábicas, são cada vez mais comuns as variedades que não estimulam (tanto) o apetite. Pelo contrário, há quem diga que algumas dessas ervas são até mesmo capazes de fazê-lo perder a fome.

Uma dica para quem deseja evitar a larica é apostar nas cepas ricas em dois canabinoides específicos: canabidiol (CBD) e tetrahidrocannabivarin (THCV), e com menores quantidades de tetrahidrocanadinol (THC).

A seguir, conheça 5 tipos de maconha para os momentos em que é preciso evitar a larica:

1- Power Plant

Desenvolvida pela Dutch Passion Seed Company, a Power Plant é uma variedade que descende das mais potentes sativas sul-africanas. De sabor fresco, com notas de pimenta, terra e madeira, produz efeitos cerebrais e aguça a criatividade e positividade. Rica em THCV, ajuda a controlar o apetite.

2- Skunk #1

Uma das strains híbridas mais clássicas do mundo, a Skunk #1 também é rica em THCV e, portanto, capaz de suprimir a fome sem deixar de fazer (e muito!) a cabeça. Produto da cruza entre landraces consagradas como Afghani, Colombian Gold e Acapulco Gold, esta variedade possui aroma cítrico e pungente. Seus principais efeitos são aumento da euforia, foco e relaxamento.

3- Canna-Tsu

Mantenha-se ativo, medicado e devidamente fiel à dieta com esta strain híbrida. Com elevado teor de CBD e baixo THC, a Canna-Tsu vai elevar o seu astral e combater dores em geral sem provocar fome. Tudo isso com um delicado sabor amadeirado.

4- ACDC

Rica em CBD, a ACDC é uma variedade híbrida de predominância sativa que possui relação THC: CBD de expressivos 1:20. Com isso, é pouco provável que você ataque a geladeira mais próxima após consumir esta strain. Capaz de combater o estresse e a depressão, possui aroma de ervas frescas e madeira, com retrogosto levemente picante. 

5 – Jack Herer

Com alto teor de THCV, esta strain batizada com o nome de um dos mais renomados ativistas de todos os tempos é outra excelente opção para quem deseja driblar a larica. Obra da renomada Sensi Seeds, a Jack Herer tem predominância sativa e produz efeitos energéticos, estimulando a euforia e criatividade. Seu aroma é pungente, com notas de madeira e pinho.

*Fotos: Grow Marijuana, Seedsman, Leafly

You may also like
Jardim da Mary #44: Michael Phelps OG
Jardim da Mary #43: Hindu Kush
Jardim da Mary #042: Chocolope
JARDIM DA MARY #041: STRAWBERRY MILKSHAKE

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.