Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ESTILO DE VIDA > GASTRONOMIA > Lançada no Canadá, cerveja extraída da maconha substitui álcool por THC

Lançada no Canadá, cerveja extraída da maconha substitui álcool por THC


Uma das bebidas mais consumidas do mundo, a cerveja acaba de ganhar uma versão inédita, extraída totalmente da cannabis.

Desenvolvida por uma startup canadense, a Province Brands, a nova cerveja não possui álcool nem glúten, mas é capaz de provocar efeitos psicoativos devido a presença do tetrahidrocanabinol (THC), além de outros canabinoides.

Um dos responsáveis pela empreitada, Dooma Wendschuh explicou ao jornal The Guardian que já existem cervejas com maconha no mercado, mas feitas a partir da infusão de extrações canábicas. No caso da cerveja desenvolvida por sua equipe, a intenção é fabricar a bebida a partir da planta, o que representa uma iniciativa pioneira no mundo.

Ingredientes

A bebida é feita com caules, raízes e talos da cannabis, que são fermentados utilizando as mesmas técnicas das cervejas convencionais.

“A ideia veio da pergunta: podemos criar algo capaz de exercer o papel que o álcool exerce em nossa sociedade, partindo desta mudança monumental que está acontecendo em nosso mundo agora?”, relatou Wendschuh.

Como a cerveja é extraída a partir dos “restos” da maconha, ela possibilita o aproveitamento dos rejeitos da indústria canábica, que normalmente só faz uso das folhas e flores.

Nascido em Miami, nos EUA, o empresário mudou-se para Toronto em 2016 disposto a surfar na onda da legalização do uso recreativo da maconha no Canadá.

Assim como aconteceu nos estados americanos que já legalizaram totalmente a maconha, como o Colorado, especialistas projetam um expressivo crescimento dos negócios relacionados à maconha, sobretudo alimentos.

A perspectiva é que a indústria canábica movimente entre 12 bilhões e 22 bilhões de dólares canadenses no próximo ano.

Persistência

No início, os criadores chegaram a duvidar da possibilidade de fabricar cerveja a partir da erva.

“As bebidas que estavam saindo tinham gosto horrível, parecido com brócolis podre”, contou Wendschuh.

Com o auxílio de um químico, foi possível equilibrar as quantidades de lúpulo, água, leveduras e cannabis. Todo o álcool produzido durante a fermentação é removido, resultando em uma bebida saborosa, sem álcool e livre de glúten – mas, ainda assim, capaz de chapar.

Até agora, a startup registrou a concentração de 6,5 miligramas de THC na cerveja, que possui “sabor seco, menos adocicada que uma cerveja típica”, conforme detalhou Wendschuh. “A cerveja bate muito rápido, o que não é comum para alimentos de maconha”, completou.

Investimento pesado

A Province Brands deve investir até 50 milhões de dólares canadenses para conceber a primeira cervejaria de maconha do mundo.

Wendschuh acredita que seu produto será mais seguro e saudável do que o álcool, mas reconhece que possui seus próprios riscos. “A maconha não é boa para você e nossas cervejas não são boas para você”, disse ele. “Você não deve beber cinco vezes ao dia, não deve beber quando acordar de manhã. Nós não estamos dizendo isso”, alertou em tom um tanto quanto sensacionalista.

You may also like
Bebidas com maconha podem formar mercado de US$ 600 mi nos EUA
Canadá espera vender US$ 1 bi em maconha até dezembro
Empresa canadense abre vagas para degustadores de maconha
Marca de cerveja investe US$ 3,8 bi em cannabis

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.