CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > CANAL DA MARY > DICAS & LISTAS > 3 dicas para potencializar os efeitos da maconha

3 dicas para potencializar os efeitos da maconha


Potencializar os efeitos da maconha de maneira saudável é algo que todo maconheiro e maconheira já pensou em fazer!

A seguir, conheça três métodos simples para aumentar a sua viagem canábica de forma rápida e barata, utilizando apenas itens simples e facilmente acessíveis.

1) Manga

Consumir manga é um dos métodos mais baratos – saborosos! – de potencializar os efeitos da maconha.

Segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de San Diego, os elementos químicos que compõem esta fruta entram em simbiose com os da cannabis, aumentando e prolongando os efeitos analgésicos e antidepressivos da erva, além de também intensificar os outros efeitos recreativos e psicoativos.

Este aumento nos efeitos da maconha na companhia da manga é devido a um de seus terpenos, o mirceno, um composto orgânico natural classificado como um hidrocarboneto, sendo o principal componente do óleo essencial de manga.

A substância é capaz de favorecer a assimilação de canabinoides pelo nosso corpo, aumentando seus efeitos. Basicamente, o consumo de manga aumenta a entrada de moléculas de THC
em nosso corpo (sistema circulatório e sistema nervoso central) e, obviamente, quanto mais moléculas do canabinoide entram em um tempo menor, maiores são os efeitos psicoativos.

Além disso, o mirceno também é anti-inflamatório, analgésico e relaxante muscular, mesmo quando não é acompanhado pelo consumo de maconha.

Sendo assim, comer manga antes de fumar maconha é uma combinação perfeita e saudável, tanto para fins terapêuticos como recreativos. Agora, as doses são relativas e dependerão do consumidor e do seu metabolismo, da quantidade de manga, maconha e contexto.

Aos poucos, tente encontrar a quantidade certa de manga que seu corpo precisa para melhorar os efeitos que você gosta deseja.

2) Chocolate amargo

Muito além da larica, o chocolate também pode ser um aliado fantástico na hora de potencializar os efeitos da cannabis.

Mas esqueça aqueles chocolates ao leite comumente encontrados no mercado, que são ricos em açúcares e possuem pouquíssimo cacau.

Quando se trata de intensificar a brisa com chocolate, prefira os amargos, com níveis de cacau acima de 70%. Tais chocolates têm alto teor de anandamida, um composto químico orgânico semelhante ao THC, pois ambos ativam o mesmo receptor e seu consumo provoca a segregação da dopamina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

Além disso, o chocolate amargo também contém triptofano, um aminoácido essencial que aumenta a produção de serotonina pelo nosso cérebro. Isso é importante, pois a serotonina é uma substância neurotransmissora que influencia uma ampla variedade de funções corporais e psicológicas, alterando o humor, a ansiedade ou a felicidade.

Em relação ao método de consumo, isso depende muito de cada usuário, da situação e da pureza
da maconha e do chocolate.

Uma dica é consumir o chocolate amargo pelo menos 45 minutos antes de fazer a cabeça, com o objetivo de prolongar e realçar os efeitos da erva.

3) Exercício físico

De acordo com um estudo publicado pela revista científica Drugs and Alcohol Dependence, praticar exercícios físicos antes de consumir maconha também potencializa os efeitos da erva.

De fato, o estudo em questão chegou a mostrar que após o exercício cardiovascular (35 minutos em bicicleta estática), os níveis de THC no cérebro do consumidor aumentaram em 15%, intensificando e prolongando os efeitos da maconha.

You may also like
Por que temos larica?
Efeito analgésico da cannabis é mais forte nos homens do que nas mulheres
Carl Sagan analisa suas experiências com maconha
Chapou demais? Confira 6 dicas para contornar a situação

Leave a Reply