Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > VAPER > CULT > 10 plantas medicinais para vaporizar (além da maconha)

10 plantas medicinais para vaporizar (além da maconha)


Engana-se quem pensa que os vaporizadores servem apenas para o consumo de cannabis. A seguir, conheça 10 plantas medicinais que podem ser vaporizadas.

Muito além da maconha, os vaporizadores de ervas também permitem consumir uma grande variedade de plantas, seja com fins medicinais, para driblar a seca ou por pura diversão.

Também é possível criar blends de ervas, misturando várias delas, assim como mesclá-las à cannabis, obtendo novos sabores e ainda mais efeitos medicinais.

E o melhor de tudo é que as ervas a seguir (ao contrário da maconha, infelizmente!) são legalizadas e estão disponíveis em qualquer canteiro, feira ou supermercado mais próximo.

Princípios da aromaterapia

A vaporização de plantas medicinais segue os preceitos da aromaterapia, permitindo desfrutar dos óleos essenciais encontrados na natureza, sem desperdiçar nenhum terpeno.

O objetivo é melhorar o bem-estar físico e psicológico de forma geral, sendo que os benefícios específicos variam conforme os princípios ativos das plantas utilizadas.

Confira abaixo as 10 plantas medicinais para vaporizar (além da maconha), incluindo as melhores temperaturas de vaporização para cada uma delas!

1- Damiana (Turnera diffusa)

Nativa da América Central, esta erva possui uma longa trajetória de uso para fins medicinais (e também recreativos!). Muito consumida na forma de chá, a damiana também é excelente para vaporizar, proporcionando nuvens de sabor leve e adocicado.

Possui efeitos afrodisíacos e é indicada no tratamento das mais diversas moléstias, como bronquite, problemas digestivos, cólicas menstruais, febre, reumatismo, asma e depressão.

Para obter a melhor experiência possível, vaporize entre 150°C e 175°C (302°F e 347°F).

2- Camomila (Matricaria recutita)

Muito comum em qualquer chá da tarde, a camomila também pode ser vaporizada com excelentes resultados (e um sabor único!).

Conhecida por seus efeitos sedativos, ela ajuda a aliviar o estresse, além de dar um chega pra lá nas dores de cabeça, ansiedade, depressão e náuseas. Utilize em blends com cannabis para uma experiência ainda mais entorpecente e relaxante.

O ideal é vaporizar a camomila em qualquer temperatura entre 100°C a 125°C (ou 212°F a 257°F).

3- Manjericão (Ocimum basilicum)

Encontrado em qualquer cozinha ou jardim, o manjericão é rico em carvacrol, um terpeno utilizado desde a antiguidade para promover equilíbrio mental, entre outros efeitos medicinais.

É indicado para tratamento de distúrbio bipolar, síndrome do pânico, fobias, ansiedade e estresse. Quando vaporizado, possui sabor característico muito suave e agradável.

A temperatura ideal para obter os melhores resultado ao vaporizar manjericão é de 130ºC (ou 266ºF).

4- Erva-cidreira (Melissa officinalis)

De sabor sutil e refrescante, a erva-cidreira possui efeitos calmantes comprovados cientificamente.

Capaz de relaxar o sistema nervoso, ela ajuda a induzir o sono e também é indicada para tratar dores de cabeça e ansiedade.

Vaporize a uma temperatura média de 140ºC (ou 284ºF) para obter os melhores resultados e sabor.

5- Chá verde (Camellia sinensis)

Muito utilizado pelos orientais, o chá verde também produz efeitos medicinais diversos quando vaporizado, ajudando a combater dores, fadiga, sonolência e indigestão.

O vapor produzido pelo chá verde possui sabor agradável e pungente, sobretudo quando vaporizado a 190ºC (374ºF).

6- Lúpulo (Humulus lupulus)

Tradicionalmente utilizado na preparação de cervejas, o lúpulo possui óleos essenciais que são ativados durante o processo de vaporização, proporcionando alívio das dores, incluindo cólicas menstruais, além de melhorar o desempenho sexual e a saúde dos pulmões.

Vale lembrar que os efeitos podem variar bastante porque existem vários tipos de lúpulo, com características distintas de aroma e sabor.

A temperatura ideal para vaporizar lúpulo varia entre 175°C a 200°C (347°F a 392°F).

7- Hortelã-pimenta (Mentha x piperita L)

De sabor incomparavelmente refrescante, a hortelã-pimenta produz um vapor deliciosamente aromático e repleto de efeitos medicinais. É indicada para tratar estresse, alergias, asma e náuseas.

Para a melhor experiência possível, ajuste a temperatura do seu vape em 160ºC (320ºF).

8- Eucalipto (Eucalyptus)

Com aroma inconfundível, o eucalipto possui reconhecidas propriedades expectorantes, sendo ideal no combate às doenças respiratórias, incluindo asma e bronquite.

A temperatura ideal para vaporização do eucalipto é por volta de 130ºC (266ºF).

9- Lavanda (Lavandula dentata)

Vaporizar a lavanda permite desfrutar do seu sabor floral e adocicado de maneira intensa e eficiente, promovendo o bem-estar instantâneo do corpo e da mente, além de aliviar dores e insônia.

Obtenha os melhores resultados vaporizando a lavanda em temperaturas baixas, entre 100ºC e 125º (212°F-257°F).

10- Alecrim (Rosmarinus officinalis)

Muito utilizado em chás e temperos, o alecrim também é excelente para vaporizar, produzindo nuvens de sabor agradável e único. Além disso, é indicado para alívio de enxaquecas, depressão e dores. Se combinado com uma maconha de predominância sativa, pode realçar os efeitos de relaxamento e euforia.

Para aproveitar ao máximo seus terpenos, vaporize o alecrim em temperaturas baixas, não ultrapassando os 125ºC (257ºF).

Que tal começar a vaporizar ervas agora mesmo?

Conheça os vapes mais incríveis do mercado! 

VAPORIZE JÁ

 

You may also like
7 dicas para vaporizar flores
Assine já: Ideia Legislativa propõe a liberação de cigarros eletrônicos no Brasil
5 diferenças entre fumar e vaporizar maconha
Guia de Terpenos #2: Limoneno

4 Responses

    1. Olá, Mateus, não entendemos sua dificuldade. A referência, no caso, somos nós mesmos. O restante está linkado em destaque no texto. Obrigada!

    1. Olá, Marcus!!

      Basta fazer como faria com a cannabis: dichave a erva um pouco e coloque-as no tambor, vaporizando nas temperaturas indicadas. 🙂

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.