Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > VAPER > CULT > Carcereiro desenvolve vaporizador para detentos nos EUA

Carcereiro desenvolve vaporizador para detentos nos EUA


Espalhe a boa !
  • 9
    Shares
Vaporizar na cadeia é a nova tendência em Kentucky, nos Estados Unidos, onde um carcereiro criou um vape específico para detentos.

Cigarros (convencionais e eletrônicos) costumam ser proibidos na maioria das prisões norte-americanas, causando abstinência nos internos tabagistas e, consequentemente, gerando ainda mais clima de estresse.

Foi pensando nisso – e na sua própria segurança e a de sua equipe – que Jamie Mosley, carcereiro da Laurel County Jail, em Kentucky, surgiu com uma solução inovadora. Ele criou o Crossbar, um vaporizador projetado especificamente para os presos.

Em recente entrevista para a Vice News, Mosley declarou que “estava apenas tentando resolver um problema dentro do meu trabalho”.

O agente penitenciário ressaltou o fato de que a proibição do tabaco gera enormes problemas para os carcereiros, que precisam lidar com as situações de tensão entre os detentos – muitos sofrendo de abstinência de outras drogas também.

Quer desconto para comprar um vape novo?

Utilize o código MARY5 e garanta 5% OFF no seu vape!

CLIQUE AQUI

 

“É desesperador”, relatou o detento do condado de Laurel, Joshua Wagers, sobre a retirada abrupta da nicotina. “Você pode imaginar o que é fumar dois maços de cigarro por dia para, de repente, nada”.

Vape para presos

Criado em 2012, o Crossbar possui total segurança para uso na cadeia. Isso significa que toda a estrutura e componentes do vaporizador são incapazes de gerar combustão ou serem utilizados como arma.

Mas não é só a empresa de Mosley que está lucrando com isso. As 33 penitenciárias que atualmente permitem o seu uso também estão faturando alto com a invenção. Vendidos no atacado por cerca de US$ 3 dólares, os vapes são revendidos aos presos por cerca de US$ 10 a US$ 15 cada.

“O Crossbar é uma ferramenta e foi projetada para o benefício das instalações penitenciárias”, disse Mosley. “E se isso ajuda os presos a cooperarem e mantém meus oficiais mais seguros, acho então que é uma vantagem para todos.”

Que tal começar a reduzir danos agora?

Conheça os vaporizadores mais incríveis do mercado! 

VAPORIZE JÁ

 

You may also like
Vape com tecnologia biométrica permite monitorar consumo de canabinoides
Dispensário de maconha nos EUA oferece desconto para professores em greve
Vaporizadores já são mais comuns do que cigarros entre militares dos EUA
15 celebridades que vaporizam

Leave a Reply