Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > BRASIL > Cultivo de maconha para fins medicinais avança no Senado

Cultivo de maconha para fins medicinais avança no Senado


Avançou nesta quinta-feira (14) no Senado a descriminalização da maconha para fins medicinais.

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) aprovou relatório da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) favorável à apresentação de um projeto de lei com esse objetivo.

Marta apresentou um voto em separado na discussão da Sugestão Legislativa (SUG) 25/2017, que trata da descriminalização do cultivo da maconha para uso pessoal. A ideia legislativa, assinada por mais de 20 mil pessoas, foi proposta pelo cidadão Gabriel Henrique Rodrigues de Lima, de São Paulo, no Portal e-Cidadania.

O relator, senador Sérgio Petecão (PSD-AC), apresentou parecer pela rejeição da sugestão. Marta Suplicy reforçou a posição contrária à descriminalização do cultivo da maconha para uso recreativo, mas sugeriu um projeto que permite o cultivo da planta para fins medicinais.

— Quanto ao mérito da ideia legislativa trazida a esta Casa, concordamos com o relator quanto a não descriminalização do cultivo da cannabis sativa para uso recreativo. Todavia, a nosso sentir, já passou da hora de se legalizar o cultivo da maconha para uso terapêutico — disse a senadora.

Marta será agora a relatora do projeto de lei que também poderá ser encaminhado para outras comissões da Casa.

Outras sugestões

A CDH acatou ainda outras duas sugestões: a SUG 28/2017, que criminaliza a homofobia e propõe punição para pessoas que atacam outras pessoas por serem LGBT; e a SUG 15/2017, que reduz os impostos sobre games dos atuais 72% para 9%.

Ambas as sugestões foram transformadas em projetos de lei. A relatora da SUG 28, Regina Sousa (PT-PI), acatou a ideia e propôs um projeto que altera o Código Penal para punir a discriminação ou preconceito de origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero. Já o relator da SUG 15, Telmário Mota (PTB-RR), propôs, em vez da redução da carga tributária, uma proposta de emenda à Constituição instituindo imunidade tributária sobre os consoles e jogos para videogames produzidos no Brasil.

*Fonte: Agência Senado

You may also like
Veja como foi a audiência sobre cultivo de maconha no Senado
Audiência sobre descriminalização do cultivo de maconha causa polêmica no Senado
Senado vai discutir descriminalização do cultivo da maconha
CDH vai debater descriminalização do cultivo de maconha para uso pessoal

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.