Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Cada vez mais pacientes trocam remédios para ansiedade por maconha

Cada vez mais pacientes trocam remédios para ansiedade por maconha


Espalhe a boa !
  • 33.2K
    Shares
Menos remédios, mais maconha. Essa tem sido a realidade de cada vez mais pessoas que lutam contra a ansiedade.

Segundo um estudo recente realizado no Canadá, quase metade dos pacientes com ansiedade e insônia parou de utilizar remédios benzodiazepínicos regularmente após o início do tratamento com cannabis.

Após seis meses de tratamento regular com a erva, 45% dos pacientes com ansiedade pararam de utilizar tais medicações, conhecidas por causar dependência e sérios efeitos colaterais.

Durante o estudo foram avaliados 146 pacientes, com idade média de 47 anos, sendo 64% mulheres. Do total, 54% já tinham utilizado cannabis antes. Todos faziam uso de algum tipo de medicamento benzodiazepínico para controlar sintomas da ansiedade.

De acordo com os resultados apurados, 30,1% dos participantes deixaram de tomar os remédios após dois meses de tratamento com maconha. Após 4 meses, esse número aumentou, chegando a 44,5% e, dois meses depois, a 45,2%.

Além de diminuírem o consumo de drogas psiquiátricas, os pacientes também relataram uma diminuição diária nos níveis de estresse após o início do uso de maconha.

THC X CBD

Conforme a pesquisa, as cepas de cannabis com maior porcentagem de THC não levam a um maior alívio da ansiedade. Exemplo disso é que 32,1% dos pacientes que utilizaram strains com 15% a 19% de THC pararam de usar remédios, enquanto apenas 26,8% dos que utilizaram cepas mais potentes – com mais de 20% de THC – fizeram o mesmo.

Os dados referentes ao canabidiol (CBD) também foram relatados. O uso de strains com níveis de CBD entre 8% a 12% resultou na cessação do consumo de remédios em 23,2% dos pacientes. Já as cepas com mais de 12% de CBD funcionaram para 21,4%.

Clique aqui para acessar o estudo na íntegra.

Que tal turbinar a sua mente?

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

SAIBA MAIS

 

You may also like
Empresa canadense inaugura primeira fábrica de maconha medicinal em Portugal
Uso de maconha na adolescência aumenta risco de depressão
Chipre legaliza uso terapêutico da maconha
Argentina aposta na produção estatal de maconha para uso terapêutico

Leave a Reply