Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Cada vez mais pacientes trocam remédios para ansiedade por maconha

Cada vez mais pacientes trocam remédios para ansiedade por maconha


Espalhe a boa !
  • 33.2K
    Shares
Menos remédios, mais maconha. Essa tem sido a realidade de cada vez mais pessoas que lutam contra a ansiedade.

Segundo um estudo recente realizado no Canadá, quase metade dos pacientes com ansiedade e insônia parou de utilizar remédios benzodiazepínicos regularmente após o início do tratamento com cannabis.

Após seis meses de tratamento regular com a erva, 45% dos pacientes com ansiedade pararam de utilizar tais medicações, conhecidas por causar dependência e sérios efeitos colaterais.

Durante o estudo foram avaliados 146 pacientes, com idade média de 47 anos, sendo 64% mulheres. Do total, 54% já tinham utilizado cannabis antes. Todos faziam uso de algum tipo de medicamento benzodiazepínico para controlar sintomas da ansiedade.

De acordo com os resultados apurados, 30,1% dos participantes deixaram de tomar os remédios após dois meses de tratamento com maconha. Após 4 meses, esse número aumentou, chegando a 44,5% e, dois meses depois, a 45,2%.

Além de diminuírem o consumo de drogas psiquiátricas, os pacientes também relataram uma diminuição diária nos níveis de estresse após o início do uso de maconha.

THC X CBD

Conforme a pesquisa, as cepas de cannabis com maior porcentagem de THC não levam a um maior alívio da ansiedade. Exemplo disso é que 32,1% dos pacientes que utilizaram strains com 15% a 19% de THC pararam de usar remédios, enquanto apenas 26,8% dos que utilizaram cepas mais potentes – com mais de 20% de THC – fizeram o mesmo.

Os dados referentes ao canabidiol (CBD) também foram relatados. O uso de strains com níveis de CBD entre 8% a 12% resultou na cessação do consumo de remédios em 23,2% dos pacientes. Já as cepas com mais de 12% de CBD funcionaram para 21,4%.

Clique aqui para acessar o estudo na íntegra.

Que tal turbinar a sua mente?

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

SAIBA MAIS

 

You may also like
Vaporização é um dos melhores métodos para consumir CBD
Anvisa libera cultivo de maconha medicinal para associações
Canabidiol diminui agressividade, conclui estudo
Senado e Câmara discutem regulação do uso medicinal da maconha

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.