CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > BRASIL > Deputado que rasgou placa de Marielle quer teste de uso de maconha nas universidades do Rio

Deputado que rasgou placa de Marielle quer teste de uso de maconha nas universidades do Rio

Conhecido pelo episódio em que rasgou a placa em homenagem à vereadora Marielle Franco, durante a campanha eleitoral do ano passado, o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL) apresentou um projeto de lei na Alerj, em que pretende submeter alunos e professores das universidades estaduais do Rio a testes toxicológicos.

O texto do projeto, que ainda tem que passar pela análise das comissões da Casa antes de ir a plenário, prevê que três estudantes por turma seriam sorteados a cada semestre para passar pelo teste. O mesmo teria que ocorrer com um professor, no universo de todo o corpo docente.

O teste teria que verificar se houve consumo de maconha, cocaína ou anfetamina nos últimos seis meses. Caso dê positivo, o estudante perderia automaticamente a sua vaga na instituição. O mesmo valeria para o professor.

PM no campus

O projeto de Rodrigo Amorim ainda pretende autorizar a entrada de policiais militares nos campi das universidades para averiguar o uso de drogas. Caso alguém fosse flagrado, também haveria a punição de suspensão de matrícula.

Em sua justificativa, Amorim alega que “cada vez mais tem aumentado a incidência de professores entre os usuários de drogas, muitas vezes até nos mesmos grupos que os alunos. O que faz com que os resultados esperados no desenvolvimento, tanto do aluno quanto da universidade, tenham caído vertiginosamente”.

O deputado conclui:

“O projeto quer coibir o uso de drogas ilícitas dentro dos campi das universidades para garantir os melhores resultados acadêmicos e restaurar a ordem dentro de locais que foram dominados pela posição político-ideológica da esquerda, exterminando o uso e a comercialização de drogas dentro desses locais”.

*Fonte: Blog do Berta

You may also like
Política de drogas brasileira é a pior do mundo, aponta relatório internacional
Cinemas do Ceará serão obrigados a exibir vídeos proibicionistas antes de todas as sessões
7 plantas proibidas no Brasil (além da maconha!)
78% dos brasileiros são favoráveis ao uso terapêutico da maconha

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.