CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > CIÊNCIA > Avós australianos fazem doação para pesquisas com maconha

Avós australianos fazem doação para pesquisas com maconha


Enquanto no Brasil ignorantes insistem em dizer que CBD não é maconha, na Austrália os avós de uma garotinha de três anos de idade doaram $ 33,7 milhões de dólares australianos para financiar pesquisas sobre cannabis medicinal.

Portadora de uma forma rara de epilepsia – a Síndrome de Dravet – Katelyn Lambert agoniza com as diversas e severas convulsões que sofre diariamente.

Dispostos a aliviar o sofrimento da neta – e de outros pacientes em todo o mundo – os avós Barry e Joy Lambert anunciaram a doação à Universidade de Sydney na última sexta-feira (12/6), segundo informações do jornal The Guardian.

A decisão de doar a vultuosa quantia  surgiu após uma reunião da família com os pesquisadores da universidade. Trata-se, simplesmente, de uma das maiores contribuições à pesquisa médica já realizadas por pessoas físicas na Austrália.

Embora a prioridade dos Lambert seja impulsionar testes que avaliem os mecanismos de ação do canabidiol, os avós esperam que a iniciativa vá muito além de examinar um único canabinoide e inclua toda a planta.

“Não estamos pensando apenas no possível benefício de crianças com epilepsia infantil, como nossa Katelyn, mas também nos benefícios potenciais para uma ampla gama de outras condições que podem beneficiar pesquisas mais extensas sobre a cannabis”, declarou Barry Lambert.

You may also like
Associação oferece CBD para médicos na frente de combate ao coronavírus
CBD reduz ansiedade e tremores em pacientes com Parkinson
Plano de saúde não pode negar medicamento à base de CBD
Estudo aponta que mulheres preferem strains ricas em CBD

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.