Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > SAÚDE > Efeito analgésico da cannabis é mais forte nos homens do que nas mulheres

Efeito analgésico da cannabis é mais forte nos homens do que nas mulheres


Espalhe a boa !
  • 1.3K
    Shares
Prestes a ser publicado na edição de setembro da revista Drug and Alcohol Dependence, um estudo inédito aponta que o efeito analgésico da maconha é mais forte nos homens do que nas mulheres.

Realizada pelo Centro Médico da Universidade de Columbia, em Nova York, a pesquisa comparou os efeitos analgésicos – fisiológicos e subjetivos – da cannabis em homens e mulheres.

Metodologia

Os testes duplo-cegos foram controlados pela administração de placebo e erva contendo entre 3,5% e 5,6% de THC.

A tolerância e sensibilidade à dor foram avaliadas através do método Cold-Pressor Test (CPT), no qual os participantes mergulhavam suas mãos em água gelada até momento em que relatassem dor (sensibilidade) e retirassem a mão completamente da água (tolerância).

Homens X mulheres

“Entre os homens, a maconha reduziu significativamente a sensibilidade à dor afirma o estudo, enquanto nas mulheres não houve diferença neste aspecto. Em ambos, a cannabis aumentou a tolerância à dor”, relata o resumo do artigo disponível no site do National Institutes of Health.

Dessa forma, ficou claro para os cientistas que, “em relação às mulheres, os homens apresentam uma maior analgesia induzida por cannabis”.

Talvez os altos níveis de estrogênio ajudem a explicar a maior tolerância das mulheres à maconha, como sugere outro estudo de 2014.

*Foto: Conter Current News

You may also like
Novo estudo tenta explicar por que a maconha causa efeitos diferentes nas pessoas
Indústria canábica é a que mais contrata mulheres para cargos executivos nos EUA
Uso de cannabis intensifica os orgasmos femininos, aponta estudo
Maconha possui efeito antimicrobiano contra Staphylococcus aureus

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.