Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Maconha pode atenuar efeitos negativos do trabalho noturno

Maconha pode atenuar efeitos negativos do trabalho noturno


Espalhe a boa !
Por trás de cada serviço 24 horas existem profissionais que trocam o dia pela noite e se dedicam para manter tudo funcionando enquanto a maioria da população dorme.

Porém, alterar o ciclo de sono desta maneira tem suas consequências. O trabalho noturno pode deixar as pessoas mais sonolentas, cansadas e de mau humor. Assim, o desempenho fica prejudicado, a produtividade cai e a propensão a acidentes de trabalho aumenta.

Preocupados com a saúde e segurança destes trabalhadores, o grupo de pesquisadores do renomado neurocientista Carl Hart realizou um estudo para a avaliar os efeitos da maconha durante o trabalho noturno.

Eles acreditavam que a maconha poderia exacerbar os efeitos negativos, prejudicando ainda mais o desempenho e colocando os trabalhadores em risco. Porém, não foi bem isso que observaram.

Carl Hart, professor de neurociência e psicologia na Universidade de Columbia.

Dez pessoas participaram do estudo, todas consumidoras frequentes de maconha. No laboratório, os participantes fumaram um baseado com dose baixa ou moderada de Δ9-THC e, a seguir, foram submetidos à uma simulação de trabalho noturno.

Para a surpresa dos pesquisadores, ao invés de piorar, a maconha atenuou os efeitos negativos mencionados anteriormente. Os participantes relataram estar mais dispostos e confiantes, o humor melhorou, e o desempenho nos testes psicomotores foi superior à quando não haviam consumido a erva.

*Por LIA ESUMI,  bióloga, Ms/PhD em Psicobiologia e colaboradora no Maryjuana

You may also like
Cada vez mais pacientes trocam remédios para ansiedade por maconha
Chipre legaliza uso terapêutico da maconha
Argentina aposta na produção estatal de maconha para uso terapêutico
Pesquisa de Harvard afirma que usuários de cannabis possuem mais espermatozoides

Leave a Reply