CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > SAÚDE > FDA aprova testes com cogumelos alucinógenos para tratamento da depressão

FDA aprova testes com cogumelos alucinógenos para tratamento da depressão


A FDA, agência norte-americana para controle de medicamentos e alimentos, aprovou um ensaio clínico com a psilocibina, o componente psicodélico encontrado nos cogumelos alucinógenos.

Os testes, que serão conduzidos nos Estados Unidos pela empresa Compass Pathways, têm como objetivo avaliar a eficácia da terapia com psilocibina em pacientes com depressão resistente aos tratamentos convencionais.

O estudo envolverá 216 pacientes de 15 centros de pesquisa localizados na Europa e na América do Norte. Aprovações regulatórias para a pesquisa também já foram concedidas em outros países, como Reino Unido, Holanda e Canadá.

O testes iniciaram no Reino Unido no final de agosto e outros países participarão do teste à medida que mais aprovações regulatórias forem concedidas, segundo informações do Outsourcing Pharma.

Cogumelos contra a deprê

A terapia com cogumelos alucinógenos combina uma dose de psilocibina com sessões de psicoterapia. A abordagem tem mostrado sinais promissores de eficácia e segurança como tratamento para depressão em estudos acadêmicos prévios realizados no Reino Unido e nos EUA.

Se o ensaio for bem sucedido, será seguido por estudos de fase III. “Estamos entusiasmados por iniciar este estudo que tem o potencial de transformar vidas. A depressão é a principal causa de problemas de saúde e incapacidade em todo o mundo, sendo que a depressão resistente ao tratamento afeta mais de 100 milhões de pessoas no mundo”, declarou George Goldsmith, presidente e co-fundador da Compass Pathways.

You may also like
Canadá permite que pacientes terminais usem cogumelos psicodélicos
FDA admite que vaporizar não aumenta risco para covid-19
FDA designa cogumelos alucinógenos como “terapia inovadora” para depressão
Cogumelos mágicos seguem passos da cannabis para uso medicinal

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.