Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > VAPER > CULT > Sem desperdício: saiba como reaproveitar a maconha vaporizada

Sem desperdício: saiba como reaproveitar a maconha vaporizada


Descubra o que é possível fazer com a maconha vaporizada em vez de simplesmente jogá-la no lixo.

Se você costuma jogar fora a maconha após vaporizá-la, saiba que está desperdiçando uma boa quantidade de THC, entre outros canabinoides.

Sim, é isso mesmo que você ouviu: além de reduzir danos à saúde, o uso de vaporizadores também possibilita o máximo de economia, permitindo até mesmo que se reutilize a cannabis já vaporizada.

A quantidade de THC restante vai depender da temperatura utilizada. Estima-se que as flores mantenham até 30% dos canabinoides que tinham antes de serem vaporizadas.

Ou seja, o primeiro passo para reaproveitar as flores é evitar o uso de temperaturas muito altas.

É possível saber que está quente demais quando os buds vaporizados apresentam aspecto escurecido, quase preto. Para evitar isso, tente manter a temperatura entre 175ºC a 190ºC, no máximo.

Ah, e lembre-se que uma temperatura mais amena ao vaporizar não significa que você vai chapar menos, pelo contrário: o excesso de calor pode degradar não só canabinoides, mas também os terpenos.

Posso fumar a maconha vaporizada?

Sim, você até pode fumar a maconha vaporizada, mas – devido ao sabor e consistência – vale mais a pena utilizá-la das formas indicadas a seguir.

Mas, sim, é possível reaproveitar os buds vaporizados também na forma de baseados, mas espere um gosto amargo na boca! Se realmente insistir nessa ideia, tente então vaporizar na menor temperatura possível, abaixo de 175ºC.

Maconha vaporizada pode ser reaproveitada na cozinha

Um excelente – e prático- destino para a maconha já reduzir danos à saúde é literalmente a panela! Por ter sido aquecida durante o processo de vaporização, a erva já teve os seus canabinoides ativados, dispensando o processo de cocção típico das preparações culinárias com maconha.

Sendo assim, basta adicionar a maconha vaporizada diretamente em qualquer coisa que lhe agrade: pipoca, molho de tomate, sorvete, brigadeiro, pizza – o céu é o limite!

Lembrando, é claro, que vale a pena investir em misturas com ingredientes de sabor acentuado, uma vez que o gosto da erva vaporizada não é lá dos melhores.

Se você tiver disposição e um paladar mais apurado, vale a pena misturar a maconha vaporizada com manteiga, azeite de oliva ou óleo de coco, o que permite a aplicação nas mais variadas e saborosas receitas.

Tintura de maconha

As flores vaporizadas também podem se transformar numa tintura de cannabis repleta de propriedades medicinais.

Para fazê-la, basta colocar a erva já vaporizada num pote fechado com álcool de cereais. Deixe a mistura descansar por pelo menos duas a três semanas, agitando diariamente. Depois, basta filtrar com um tecido ou filtro de café.

A tintura de maconha consiste num extrato à base de álcool que pode ser ingerido puro – ou misturado a alimentos e bebidas.

E você, conhece mais alguma forma de reaproveitar os buds vaporizados? Então manda aquele salve nos comentários!

É vape de qualidade que você procura?

Adquira os melhores vaporizadores de ervas do mundo diretamente com o fabricante!

EU QUERO

You may also like
Arizer promove esquenta para Black Friday com 20% OFF em toda linha de vapes
Vai trocar o cigarro pelo vape? Seu coração agradece
5 benefícios dos vaporizadores de ervas
Vaporizadores: como o sistema de aquecimento influencia no vapor & sabor

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.