CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > SAÚDE > Homem sofre ereção involuntária após usar maconha

Homem sofre ereção involuntária após usar maconha


Um incomum caso de ereção involuntária causada pela cannabis foi tema de estudo científico publicado recentemente no Journal of Cannabis Research.

De acordo com os cientistas, as ereções prolongadas podiam chegar a até 12 horas e, no caso em questão, guardavam relação com o uso da erva.

O paciente, um homem norte-americano de 32 anos, buscou ajuda médica ao perceber que as ereções ocorriam em momentos aleatórios e não relacionados à atividade sexual.

Essa ereção involuntária tem nome – priapismo – e é causada por insuficiência de drenagem do sangue que enche os corpos cavernosos, resultando em uma ereção peniana dolorosa, que nada tem a ver com sexo, durante um período superior a duas horas, sem levar à ejaculação.

Priapismo X maconha

“Ele admitiu ter fumado maconha várias noites por semana nos últimos seis meses, inclusive dentro do período de duas horas antes de cada episódio de priapismo”, detalha o estudo.

O paciente contou ainda que costumava usar cannabis entre os 16 e 17 anos, quando experimentou os primeiros episódios de priapismo, com ereções de ao menos quatro horas de duração.

Aos 20 anos, ele parou de fumar maconha e não teve mais os episódios.

Ao retomar o hábito recentemente, o priapismo voltou a ocorrer.

Os médicos justificaram dizendo que, uma vez que o homem não apresentava outros problemas de saúde nem utilizava nenhum medicamento, a maconha seria a causadora do problema.

Clique aqui para ver o estudo na íntegra.

*Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram.

Que tal turbinar a sua mente?

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

SAIBA MAIS

You may also like
Maconha apresenta eficácia no combate às superbactérias
Pesquisa avalia tolerância à dor em usuários de cannabis
Seda com metais pesados: estudo indica contaminação dos papeis de fumar
Nova pesquisa aponta eficácia do THC no combate à covid-19

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.