CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > ESPORTES > Atleta de MMA, Janaísa Morandin inclui CBD na rotina de treinos e competições

Atleta de MMA, Janaísa Morandin inclui CBD na rotina de treinos e competições

Atleta de MMA, a gaúcha Janaísa Morandin engrossa o coro em apoio ao uso da cannabis por esportistas.

Cannabis e esportes têm tudo a ver. Que o digam os incontáveis atletas – amadores e profissionais – que diariamente tiram proveito dos diversos benefícios da erva para a saúde e a recuperação física e mental.

No âmbito dos esportes profissionais, as artes marciais mistas (ou MMA) sem dúvida está na vanguarda do movimento a favor da erva – assim como a NBA, que retirou a maconha dos testes antidoping.

Em junho, uma pesquisa feita nos Estados Unidos mostrou que quase 80% dos atletas de MMA fazem uso da erva, sobretudo das variedades ricas em CBD.

É o caso de Janaísa Morandin, uma das promessas brasileiras do MMA, que atualmente compete no Invicta FC, maior evento feminino da modalidade.

CBD na rotina

Morando e treinando nos Estados Unidos há cerca de um ano, a lutadora – que é natural de Erechim (RS) – desfruta dos benefícios de incluir a cannabis em sua rotina de treinos e competições.

Foto: Instagram @janaisamma

“Eu costumo usar cápsulas de energia e foco antes dos treinos, que são feitas de CBD com ativos energéticos como cafeína, chá verde e ginseng”, detalha.

O uso tópico complementa a rotina. “Utilizo também pomadas e cremes que ajudam a relaxar e recuperar a musculatura pós treino. São combinações que a gente já conhece com CBD, para ativar ainda mais a recuperação.”

Apoio

Além de usufruir do potencial terapêutico dos canabinoides, Janaísa – que atende pelo apelido de Evil Princess – conta ainda com o patrocínio de uma empresa canábica – algo cada vez mais comum nos mercados regulamentados.

“Com o auxílio da Fusion CBD Products, tenho todo o suporte para cuidar do meu corpo e mente pré e pós competição”, conta.

Visão de futuro

Enquanto se prepara para a próxima luta – marcada para o dia 30 de julho, contra a mexicana Montserrat Ruiz – a atleta aproveita para refletir sobre a legalização da cannabis.

“Só vejo melhorias nos lugares onde a planta foi liberada. Vejo também uma aceitação um pouco maior a cada dia e isso me deixa feliz.”

Segundo ela, é preciso que haja “mais aceitação, mais informação e menos julgamento”.

Confira uma das lutas de Janaísa a seguir:

*Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

You may also like
Mercado de CBD vê ameaça após decisão do STJ sobre rol da ANS
Estudo brasileiro demonstra eficácia da cannabis contra superbactérias
Federação de atletismo sugere revisão de regra sobre uso de maconha
Pedidos de importação de canabidiol aumentaram 86% de 2019 para 2020

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.