CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ENTRETENIMENTO > MÚSICA > ChapaSongs #167: 15 músicas obscenas (Filthy Fifteen)

ChapaSongs #167: 15 músicas obscenas (Filthy Fifteen)

/

Nova edição da playlist “ChapaSongs” apresenta as “Filthy Fifteen”, ou 15 músicas consideradas obscenas na década de 1980.

Os anos 80 foram bem loucos e contraditórios, sobretudo no cenário musical. Enquanto surgiam grandes ícones e álbuns que se tornariam eternos no cenário musical, também não faltaram tentativas de censura aos artistas.

Um exemplo disso foi a criação do famigerado Parents Music Resource (PMRC), entidade conservadora criada nos Estados Unidos com o pretexto dos pais possuírem um controle maior em relação ao acesso das crianças e adolescentes às músicas consideradas violentas, sexuais e de apologia as drogas.

As “esposas de Washington”, grupo de mulheres conservadores que fundou o PMRC

O comitê foi fundado por quatro mulheres conhecidas como “Esposas de Washington” – uma referência às conexões de seus maridos com o governo na área de Washington, D.C.

Tipper Gore, principal porta-voz do grupo, é a esposa de Al Gore, então senador e posteriormente vice-presidente dos Estados Unidos.

A PMRC passou a classificar as músicas e criou um selo com os dizeres “Parental Advsory – Explicit Content” para alertar sobre o “conteúdo inapropriado” dos álbuns.

O tiro acabou saindo pela culatra e tais discos passaram a chamar ainda mais a atenção dos jovens e do público em geral – comprovando a máxima de que tudo o que é proibido possui um poder de atração ainda maior, principalmente entre adolescentes.

A entidade permaneceu em suas tentativas de censura até meados dos anos 1990.

A derrocada do PMRC iniciou após um protesto do Rage Against the Machine durante uma das primeiras edições do festival Loolapalooza.

Na ocasião, os integrantes da banda subiram ao palco nus, com as bocas vendadase a sigla PMRC pintada em seus corpos.

O protesto silecioso e memorável foi o ponto de partida para gerar a adesão em massa da classe artística contra a entidade, que finalmente se extinguiu pouco tempo depois.

Filthy Fifteen

Uma das ações mais controversas do PMRC foi a criação da lista que ficou conhecida como “Filthy Fifteen” – ou 15 obscenas, ou seja, 15 músicas consideradas obscenas.

A maioria das faixas são de rock, mais especificamente, canções de hard rock ou metal. AC/DC, Motley Crue, Judas Priest, Twisted Sister, Black Sabbath e W.A.S.P. são algumas das bandas incluídas na lista de músicas temidas pelas senhoras conservadoras de Washington.

Ouça as 15 músicas a seguir, sendo 14 delas em uma playlist no Spotify + 1 faixa que só está disponível no Youtube.

Taca fogo nos censores e PLAY!

*Aproveita o embalo para nos seguir no Spotify e conferir as próximas playlists em primeira mão!

**Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram.
You may also like
ChapaSongs #171: R.I.P. Lee “Scratch” Perry
ChapaSongs #170: 420 Eletro Vibes
ChapaSongs # 169: Na brisa da madrugada
Chapasongs #168: Dia Mundial do Rock para fazer a cabeça; participe!

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.