CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > CULTURA > HISTÓRIA > Bongs mais antigos da história são descobertos

Bongs mais antigos da história são descobertos


Pra quem ainda não sabe: bong é um suporte utilizado para fumar, entre outras coisas, maconha. Ficou bastante conhecido quando o nadador Michael Phelps foi pego em exames anti-doping – e vazaram fotos dele fumando maconha em um bong.

Mas quem acha que o bong é um acessório recente, se engana! Arqueólogos descobriram bongs de ouro (!!!) com mais de 2.400 anos de idade utilizados pelo povo cita para fumar maconha e ópio. Os bongs foram descobertos em uma câmara secreta coberta com argila, encontrados ao lado de de outros itens cobertos de ouro.

000bongsjewelry0987tdcvb

Especialistas acreditam que são os bongs mais antigos da história. Os artefatos foram encontrados com um resíduo preto espesso, que exames mostraram ser uma mistura de maconha e ópio.

A maconha desempenhou um papel importante na Eurásia antiga, como uma forma de induzir um estado de transe e ajudar com a adivinhações. Acredita-se que esta mistura foi fumada por reis citas antes de liderarem seus exércitos. Essa civilização era conhecida por seus guerreiros notoriamente agressivos, que “lutaram para viver e viveram para lutar”.

“É uma descoberta fantástica. Estes estão entre os melhores objetos que conhecemos da região.” disse o historiador Antonn Gass, da Fundação do Patrimônio Cultural Prussiano, em Berlim, na Alemanha. “Acredita que os citas usavam ambas as drogas. Sem dúvida.”

De fato, não há dúvida que os citas fumavam maconha. O antigo historiador grego Heródoto escreveu: “Os citas usaram uma fábrica para produzir fumaça que nenhum vapor de banho grego pode ultrapassar” e que “transportados pelo vapor, gritam em voz alta.”

Desenhos nos bongs

Além de serem de ouro, os bongs também contam histórias. Um deles mostra um homem barbudo matando um jovem guerreiro – talvez um marido ciumento matando um amante rival, ou até mesmo um filho. O outro tem criaturas mitológicas sobre ele, incluindo grifos.

O tesouro foi encontrado em um túmulo nas montanhas do Cáucaso do sul da Rússia, em 2013. Devido ao medo de saqueadores invadirem o local, o achado foi mantido em segredo até agora.

Os bongs e jóias foram limpos e estão em exibição em um museu russo.

*Fonte: Revista Galileu