CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > SAÚDE > Estudo mostra que maconha pode combater os sintomas da esquizofrenia

Estudo mostra que maconha pode combater os sintomas da esquizofrenia

Um dos argumentos favoritos dos proibicionistas – o de que a maconha pode desencadear esquizofrenia – cai por terra a cada dia que passa. Contrariando totalmente esse raciocínio, um estudo financiado pelo governo norte-americano e publicado na última edição da revista Neuropsychopharmacology descobriu que a maconha, na verdade, pode ajudar a combater os sintomas da doença na medida em que estimula os receptores de canabinóides do corpo.

A investigação – financiada pela Fundação de Pesquisa do Cérebro e do Comportamento e pelo Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos, envolveu ratos com esquizofrenia tratados com um tipo de canabinóide sintético chamado phencyclidine (PCP). . Segundo os pesquisadores, a substância “reverteu o isolamento social em ratos tratados com PCP através da estimulação dos receptores de CB-1. Vale lembrar que o isolamento social é um dos principais sintomas da esquizofrenia. A conclusão é a de que “a ativação de receptores CB1 é crucial para a interação social” – e agora você também já sabe porque fica tão a fim de socializar quando dá umas bolas 😀

*Fonte: Neuropsychopharmacology

You may also like
Estudo aponta que maconha reduz a dor, mas piora o autocuidado
Colômbia autoriza uso industrial da maconha e sua exportação com fins terapêuticos
Estudo: extrato de cânhamo promove perda de peso
78% dos brasileiros são favoráveis ao uso terapêutico da maconha

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.