CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > EVENTOS > Califórnia sedia a primeira feira livre de maconha dos EUA

Califórnia sedia a primeira feira livre de maconha dos EUA

/

Poucas coisas são tão familiares aos brasileiros como a bagunça organizada de uma feira livre. Então imagine só se, ao invés de frutas e verduras, os produtos em exposição fossem buds resinadíssimos, óleos e toda sorte de acepipes & laricas preparados com a erva?

Pois foi exatamente isso que rolou no domingo (06/07), durante a primeira feira ao ar livre de maconha realizada nos EUA, mais precisamente em Los Angeles, na Califórnia. Segundo matéria da agência EFE, os organizadores obtiveram um grande “êxito de vendas” ao contar com a aceitação maciça do público, incluindo muitos pacientes.

Quem também esteve lá e mandou essas imagens pra gente foi o pessoal doGrowroom, que está de rolê pela Califa e, em breve, lançará uma série de vídeos e matérias contando tudo sobre a trip mais resinada do ano.

foto (18)

O evento reuniu cerca de 50 cultivadores que ofereciam produto fresco, com preços baixos e de muito boa qualidade, extremamente interessante para aqueles que contavam com uma receita médica para comprar.

Os pacientes puderam encontrar uma grande variedade de maconha, embora as buscas fossem praticamente as mesmas: ajudar na redução da dor e aumentar o apetite dos pacientes.

foto (19)

Desde “camarões” secos ou sementes até bálsamos, bloqueadores solar, bolachas orgânicas, pretzels, chá e azeite eram oferecidos pelos comerciantes, tudo feito à base de maconha.

foto (17)

“Sofro de glaucoma e dores severas de cabeça. É uma doença hereditária. Fui tratado muitos anos com pastilhas calmantes, mas comecei a ter problemas no fígado e busquei o tratamento com maconha, que tem me ajudado muito”, relatou Chris Antonio Villamar, um estudante universitário de 23 anos.

foto (20)

Como em um típico mercado ao ar livre, os cultivadores exibiram letreiros que exaltam a “alta qualidade” de seus produtos, como “livre de pesticidas” e “100% orgânico”.

Mas, ao contrário das verduras orgânicas, que costumam custar mais, a maconha dos cultivadores era mais econômica em comparação com as farmácias autorizadas.

Segundo os organizadores do evento, os pacientes puderam obter descontos até de 70% em relação aos preços de mercado.

“Esta ideia nasceu pela necessidade de ter a possibilidade de escolher, de ter várias opções, tanto de preços como de qualidade. Estávamos presos ao ter acesso apenas o que era oferecido nas autorizadas”, afirmou Paizley Bradbury, diretor-executivo da Califórnia Heritage Market, que impulsionou a ideia.

* Fonte: EFE, via UOL

** Fotos: William Lantelme (Growroom) e Felipe Chacón (EFE)

You may also like
Califórnia está cultivando mais maconha legal do que consegue vender
Estudo: 15% dos trabalhadores usam maconha no home office
New Orleans aprova medidas para descriminalizar o uso de maconha
Hotel boutique nos EUA oferece hospedagens para canabistas

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.