Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Canabinoides auxiliam em doenças causadas por hiperexcitabilidade

Canabinoides auxiliam em doenças causadas por hiperexcitabilidade


Espalhe a boa !
  • 318
    Shares

Capaz de relaxar o corpo e a mente, não por acaso a maconha mostrou-se eficaz no tratamento de doenças de hiperexcitabilidade motora, afirma um novo estudo publicado em fevereiro pela revista Epilepsy Research.

Segundo a pesquisa realizada pela Universidade de Palermo, na Itália, os canabinoides são especialmente benéficos para os portadores da rara – porém, cruel – Síndrome de Isaac, também conhecida como neuromiotonia. 

De acordo com o site Andar Bem, a síndrome de Isaac consiste numa doença neuromuscular causada por hiperexcitabilidade e ativação contínua dos nervos periféricos ligados às fibras musculares. Dentre os sintomas estão rigidez muscular progressiva, contrações ou espasmos musculares contínuos, cãibras e sudorese.

“Os canabinoides desempenham papel importante na modulação dos fenômenos de hiperexcitabilidade no hipocampo”, disseram os cientistas no resumo do artigo científico. Ao que tudo indica, as substâncias – encontradas naturalmente na cannabis – atuam sobre um receptor específico (TRPV1 ) que, por sua vez, regulam a excitação sináptica. O estudo também faz referência a achados médicos anteriores envolvendo doenças para as quais a maconha é comprovadamente benéfica, a exemplo da epilepsia.

Na conclusão, os investigadores reiteram que a “interação farmacológica entre os canabinoides e o receptor TRPV1 representa uma abordagem promissora no futuro para tratar doenças baseadas em hiperexcitabilidade”.

Clique aqui para ler o estudo na íntegra.

You may also like
Cannabis medicinal X maconha dos vagabundos
Anvisa aprova proposta que pode liberar o cultivo de maconha medicinal para indústria
Empresa canadense inaugura primeira fábrica de maconha medicinal em Portugal
Usuários de maconha precisam de sedação duas vezes maior do que os outros pacientes no hospital

Leave a Reply