Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > VAPER > SAÚDE & BEM-ESTAR > Vaporização é um dos melhores métodos para consumir CBD

Vaporização é um dos melhores métodos para consumir CBD


Espalhe a boa !
  • 90
    Shares
Saiba por que a vaporização é a melhor maneira de consumir canabidiol (CBD).

Para quem ainda não sabe, o CBD consiste em um dos muitos canabinoides encontrados na maconha. Sem efeitos psicoativos, é também um dos que possuem mais aplicações medicinais conhecidas até o momento.

Diversos estudos e depoimentos de pacientes atestam a eficácia do canabidiol no tratamento de uma variedade de doenças e seus sintomas, a exemplo da epilepsia e autismo, entre outras.

Entre pílulas e óleos, passando por adesivos transdérmicos e alimentos em geral, hoje em dia é possível encontrar CBD disponível nas mais diversas formas. No entanto, a vaporização continua sendo um dos melhores e mais eficazes métodos para consumo do canabinoide, seja para quem faz uso medicinal ou para aqueles que somente desejam mais saúde e bem-estar no seu dia-a-dia.

Vaporização: uma excelente maneira de consumir CBD

O óleo de canabidiol é extraído da maconha, mas também é abundante nas plantas de cânhamo, com a vantagem dessas serem praticamente isentas de THC.

O método de consumo mais comum para o CBD é ingestão via oral, mas também é possível vaporizá-lo, agregando uma série de vantagens a mais.

Segundo indicam especialistas e, sobretudo, a voz da experiência de muitos usuários medicinais, a ingestão via oral diminui a biodisponibilidade de canabidiol no organismo. Ou seja: o processamento do CBD através do sistema digestivo limita o quanto o seu corpo vai absorver.

Vapor produz efeitos instantâneos

Já ao vaporizar uma extração rica em canabidiol, o calor ativa os canabinoides que, ao serem inalados, rapidamente atingem a corrente sanguínea, produzindo efeitos quase instantâneos.

Seguindo essa lógica, conclui-se que vaporizar óleo de CBD pode ser muito mais eficaz do que ingeri-lo, na medida em que permite uma maior absorção do canabinoide através do trato respiratório.

Vaporize apenas e-líquidos de CBD

Atenção: vale lembrar que não se deve vaporizar o mesmo tipo de óleo que normalmente é ingerido (que na maioria das vezes são feitos à base de azeite de oliva ou óleo de coco, por exemplo).

É preciso utilizar e-líquidos específicos ricos em CBD, que mesclam extrações do canabinoide com bases geralmente de glicerol vegetal e propilenoglicol, substâncias sem cheiro, viscosas e que permitem o aquecimento e a vaporização com segurança.

O uso de glicerol vegetal ou propilenoglicol é comum em e-líquidos e não é prejudicial à saúde. Ambas as substâncias, inclusive, são muito utilizadas na indústria alimentícia como adoçante.

Na dose certa

Produzindo efeitos quase instantâneos, a vaporização de CBD também permite dosar o canabinoide mais adequadamente. Afinal, basta ir experimentando as sensações entre uma e outra tragada, reduzindo a dose conforme a medicação faça efeito.

No caso da ingestão via oral isso já é mais difícil, pois é preciso aguardar no mínimo 40 minutos para que os primeiros efeitos sejam sentidos.

Qualidade acima de tudo

Existem algumas maneiras de extrair o CBD da cannabis com o intuito de vaporizá-lo. Para reduzir possíveis danos e riscos à saúde, é importante priorizar o uso de e-líquidos de CBD extraídos através de métodos de alta qualidade, de preferência sem solventes.

Um dos métodos de extração mais utilizados por fabricantes estrangeiros é através de CO2. A técnica permite eliminar toxinas que possam ter se acumulado na planta durante o cultivo, além de proporcionar uma extração mais limpa e com sabor puro.

No mercado legalizado lá fora, é possível encontrar canetas vaporizadoras com cartuchos de CBD provenientes de produtores diversos, mas – sobretudo para quem está no Brasil – a melhor opção é adquirir vaporizadores com cartuchos recarregáveis, que poderão então ser preenchidos com extrações do canabinoide conforme a utilização.

Benefícios da vaporização de CBD

Alternativa segura e não viciante para complementar o tratamento de diversas doenças, o CBD tem propriedades anti-inflamatórias comprovadas, reduzindo inflamações nervosas e musculares. Esclerose múltipla, epilepsia, dor crônica e fibromialgia são algumas das doenças que podem ser tratadas com o canabinoide.

Como já explicitado acima, optar pela vaporização do CBD pode ajudar estes pacientes a obterem efeitos ainda mais rápidos e acentuados.

Também é possível intercalar o uso de CBD via oral e via vapes – ou fazer uso simultâneo das duas formas de administração. Tudo de acordo com a necessidade, praticidade e bem-estar de cada paciente.

Escolha o vape certo para consumir CBD

O mercado está repleto de excelentes opções de vaporizadores – para todos os gostos e bolsos – indicados para o uso com extrações e e-líquidos ricos em canabidiol.

Clique aqui para conhecer alguns desses vapes!

Que tal começar a reduzir danos agora?

Conheça os vaporizadores mais incríveis do mercado! 

VAPORIZE JÁ

 

You may also like
Chipre legaliza uso terapêutico da maconha
Vape com tecnologia biométrica permite monitorar consumo de canabinoides
Vaporizadores já são mais comuns do que cigarros entre militares dos EUA
Argentina aposta na produção estatal de maconha para uso terapêutico

Leave a Reply