CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Em Michigan, cães farejadores não serão mais treinados para detectar cannabis

Em Michigan, cães farejadores não serão mais treinados para detectar cannabis


Após transformar-se no décimo estado norte-americano a regulamentar o uso de maconha com fins recreativos, Michigan está atualizando suas práticas de policiamento. 

Isso inclui o treinamento de seus cães farejadores, que a partir de agora não serão mais treinados para detectar o odor de cannabis, segundo informa reportagem do South Bend Tribune.

A mudança vem em resposta às novas leis implementadas no estado, que em 2018 legalizou o uso recreativo de maconha.

Agora que a erva é legal, os policiais não podem mais usar a maconha como pretexto para revistar pessoas. Sendo assim, também não existe mais a necessidade de que os cães policiais sejam treinados para farejar maconha.

Neste contexto, os policiais estão revendo os operações das unidades K9. A partir de agora, o treinamento dos novos cães policiais estará focado apenas na detecção de substâncias que permanecem ilícitas, como metanfetamina, heroína, cocaína e crack.

Aposentadoria precoce

David “Lou” Ferland, diretor-executivo da Associação Canina da Polícia dos Estados Unidos, disse que alguns cães policiais em estados que já legalizaram a cannabis podem enfrentar a aposentadoria precoce se a detecção de drogas for sua única função.

Mas isso não significa o fim da carreira dos bichinhos, já que muitos cães farejadores também possuem dupla função, ou seja, podem rastrear suspeitos e proteger funcionários.

Que tal turbinar a sua mente?

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

SAIBA MAIS

 

You may also like
Estados com cannabis legal registram menos problemas relacionados ao vaping nos EUA
FDA admite que vaporizar não aumenta risco para covid-19
Fumar maconha aumenta o risco de complicações do coronavírus
Venda de maconha aumenta nos Estados Unidos devido à quarentena

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.