CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ESTILO DE VIDA > GENTE > Morre o lendário breeder norte-americano Subcool

Morre o lendário breeder norte-americano Subcool


Um dos breeders mais lendários dos Estados Unidos, Subcool morreu no último sábado, dia 1 de fevereiro de 2020.

A comunidade canábica internacional está de luto após o anúncio da morte de Subcool, um dos cultivadores e geneticistas canábicos mais importantes da atualidade.

O norte-americano – batizado Montgomery Ball – é o criador de famosas strains, a exemplo de Chernobyl, Jack The Ripper, Jesus OG e Cheese Quake, entre outras.

Segundo reportagem do site Celebstoner, ele sofria de um problema grave no sistema respiratório, chamado de deficiência de alfa 1-antitripsina (AAT), que desencadeou um quadro de deficiência pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Ao que tudo indica, a doença é causada por uma rara condição genética.

Criador dos bancos de sementes TGA Subcool Genetics e The Dank, o breeder também é autor de livros sobre cannabis, incluindo Dank: The Quest for the Very Best Marijuana.

Nos últimos anos, Subcool também dedicava-se a propagar informações sobre maconha em seu canal no Youtube, intitulado “The Weed Nerd”.

Uma vida dedicada à cannabis

Além dos problemas de saúde, Subcool enfrentou alguns perrengues pesados no passado.

Em 2017, uma incêndio que destruiu partes de Santa Rosa, na Califórnia, também queimou as instalações de cultivo que ele mantinha em parceria com sua então esposa, MzJill.

Após o divórcio do casal, ela ficou com a marca TGA Subcool Genetics, enquanto ele seguiu com um novo banco de sementes, o The Dank.

Sobre sua saúde, Subcool declarou à revista Big Buds em 2016:

“Não há cura para essa condição genética, mas recebo injeções semanais que prolongam minha vida. O problema é que essas injeções são incrivelmente caras. Meu seguro de saúde custa mais do que minha hipoteca.”

Chernobyl: uma das genéticas mais famosas de Subcool. (Foto: Seedsman)

“Ironicamente, essa maldita doença faz com que seja prejudicial para mim fumar maconha ou até estar perto de pessoas que o fazem. Por causa disso, eu me tornei um pouco sozinho.”

Sobre suas renomadas genéticas, ele explicou:

“Meu principal objetivo original era criar uma linha de sementes de maconha que se transformassem em híbridos de alto rendimento e com sabor de frutas. O primeiro sabor e aroma de frutas que aperfeiçoamos foi limão. Depois, vieram uva, cereja e laranja. Logo, estávamos trabalhando com sabores e aromas de chocolate.”

Cultive as strains de Subcool 

Quer adquirir as genéticas exclusivas do Subcool e ajudar a para manter vivo o legado do mestre? Então clique aqui e jogue as sementes na terra (ou substrato!) sem medo!

*Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram.

You may also like
Morre Dr. Lester Grinspoon, lendário defensor da legalização da cannabis
5 mulheres fundamentais na história da maconha
Interessado em cultivo de maconha? Participe da Semana do Grower!
Ex-traficante e ativista, Mr. Nice morre aos 70 anos

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.