Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Cresce o uso de maconha entre pacientes de fibromialgia no Canadá

Cresce o uso de maconha entre pacientes de fibromialgia no Canadá


Fibromialgia, para quem desconhece, é uma síndrome que engloba uma série de manifestações clínicas, incluindo fadiga, indisposição, distúrbios do sono e, a principal delas, dor – muita dor, diga-se de passagem, espalhada por diversos pontos do corpo, tratada com medicação pesada.  Para amenizar os sintomas, uma das recomendações é o uso da nossa erva sagrada. E parece que a alternativa canábica é uma das opções terapêuticas que mais cresce entre os pacientes, a julgar por um estudo lançado essa semana no Canadá.

Estudo canadense aponta que 1 entre 8 pacientes de fibromialgia utiliza maconha para tratar os sintomas.

Segundo a pesquisa, 1 em cada 8 portadores de fibromialgia utilizam maconha medicinal no país. “Isso já é um comportamento comum. Cada vez mais pessoas com doenças crônicas para as quais não temos tratamentos médicos optam pelo uso da cannabis”, disse Igor Grant, diretor do Centro de Pesquisa da Cannabis Medicinal da Universidade da Califórnia.

A fibromialgia é uma síndrome de dor crônica de causa desconhecida. Caracteriza-se por dor músculo-esquelética generalizada, pontos dolorosos de fadiga múltiplos no pescoço, coluna, ombros e quadris. Estima-se que entre três a seis milhões de norte-americanos são afligidos pela doença.

Embora existam poucos ensaios clínicos que avaliam a ação precisa dos canabinóides para tratar a síndrome, estudos apontam que a maconha é capaz de reduzir significativamente a dor dos pacientes. Publicada em 2006, a revista Current Medical Research traz um artigo de pesquisadores da universidade alemã de Heidelberg que avalia os efeitos analgésicos da admnistração de THC oral em nove pacientes com fibromialgia por um período de 3 meses.

Na ocasião, todos receberam doses diárias de 2,5 a 15 mg de THC e não tiveram acesso a nenhum outro medicamento. Entre os participantes que completaram o estudo, todos relataram uma redução significativa da dor registrada diariamente e induzida eletronicamente.

Mais recentemente, em 2011, pesquisadores do Instituto de Pesquisa do Hospital del Mar de Barcelona, na Espanha, também comprovaram os benefícios da maconha no tratamento de portadores de fibromialgia. “Os pacientes que utilizaram cannabis, não só para aliviar a dor, mas para quase todos os sintomas associados à fibromialgia, relataram um alívio significativo da dor, rigidez, relaxamento, sonolência, e percepção de bem-estar”, conclui o estudo.

**com informações da NORML.

You may also like
Animais exóticos são tratados com CBD em parque no Arizona
Vaporização é um dos melhores métodos para consumir CBD
Empresa canadense abre vagas para degustadores de maconha
Maconha possui efeito antimicrobiano contra Staphylococcus aureus

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.