Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ESTILO DE VIDA > TURISMO > Kaya Farms inaugura primeiro dispensário de maconha medicinal na Jamaica

Kaya Farms inaugura primeiro dispensário de maconha medicinal na Jamaica


Berço do reggae, de Bob Marley e de landraces como Lamb’s Bread, a Jamaica agora ingressa no mercado de maconha legalizada com a inauguração do primeiro dispensário do país.

Embora o uso de cannabis já fosse aceito no país, inclusive por motivos religiosos, apenas nos últimos anos o governo da Jamaica afrouxou suas leis permitindo a comercialização da erva com fins terapêuticos.

No último sábado (10/3), a ilha que é símbolo da cultura canábica celebrou a inauguração do Kaya Farms, primeiro dispensário de cannabis medicinal da Jamaica.

Localizado na paróquia de St. Ann, na costa norte da ilha, o Kaya Farms promete ser o mais novo ponto turístico do país, com direito a amplas instalações que oferecem áreas de cafeteria, lounge, spa e o tão cobiçado dispensário, que oferece uma variedade de flores e concentrados à venda. Além disso, a empresa também oferece passeios turísticos com a intenção de apresentar a história da maconha na Jamaica.

Embora as vendas só sejam permitidas para maiores de 18 anos que possuam prescrição médica, ao que tudo indica obter tal prescrição não será um problema – nem mesmo para turistas. É possível comprar até duas onças – ou cerca de 56 gramas – de maconha por dia.

“Foi uma árdua jornada para todos os envolvidos em tornar este sonho realidade. Não podemos esquecer os índios que trouxeram a planta, os rastafáris que lutaram para defendê-la, a Universidade de Tecnologia e funcionários do governo, que ajudaram a tornar isso possível. É um passo emocionante para mim e para o país à medida que avançamos para construir uma indústria que, tenho certeza, estará no mesmo patamar do Canadá e Estados “, relatou Balram Vaswani, presidente do Kaya Farms, em entrevista para o jornal Jamaica Observer.

Genéticas nativas

Fomentar o cultivo de genéticas jamaicanas também é uma prioridade do estabelecimento, segundo afirma reportagem do Leafly. “A Jamaica é uma das mecas da maconha, mas, nas últimas décadas, devido às pressões da guerra às drogas e influências externas, muitas das clássicas strains do país desapareceram”, disse Vaswani. “Por causa da polinização cruzada, tudo acabou sendo um tipo de skunk“.

Disposto a corrigir isso, o Kaya Farms inicia suas operações comercializando genéticas nativas, como Gorila Goldenback, Jamaican Skunk, Mangonani e Sting-a-Ling.

Então você já sabe, né: nas próximas férias, mais do que nunca, considere a Jamaica como destino para suas férias 420!

****MARY 4:20: EXPERIMENTE AGORA A PRIMEIRA & ÚNICA LINHA DE CAFÉS ESPECIAIS DO PLANETA DESTINADA À HARMONIZAÇÃO COM CANNABIS****

You may also like
Conheça as regras para o uso de maconha no Canadá
Canadá legaliza maconha para uso recreativo
Canadá espera vender US$ 1 bi em maconha até dezembro
Deputados do Canadá aprovam legalização da maconha

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.