CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ATIVISMO > Ativistas organizam evento a favor da legalização e liberdade religiosa

Ativistas organizam evento a favor da legalização e liberdade religiosa

Previsto para acontecer no próximo dia 3 de março, a partir das 11h no vão livre do MASP (Museu de Artes de São Paulo), o evento “Quem planta Maconha, cultiva a PAZ!” pretende  distribuir informações sobre a erva sagrada à população, com destaque para a importância da legalização do cultivo caseiro e uso religioso.

“A sociedade tem que enxergar a maconha por trás do mito; a erva não deve ser vista como uma maldição, imoralidade ou vergonha, mas sim por seus valores religiosos, industriais, medicinais e sociais”, afirma o grupo de ativistas responsáveis pela ação.

Abaixo seguem mais detalhes dos temas abordados. Se estiver por São Paulo não deixe de passar lá para conferir e apoiar a causa!

Auto cultivo

Todos os anos dezenas de brasileiros são detidos injustamente por cultivar alguns pés de Maconha para o próprio consumo, o governo investe tempo e dinheiro com detenções desnecessárias, esses recursos deveriam ser melhores aplicados em âmbitos como educação, saúde ou cultura de modo a garantir que os direitos individuais não fossem violados, pois a proibição da Maconha é falácia, sustenta-se sobre bases morais e não médicas.

Diversos países e quase metade dos estados americanos possuem uma legislação onde o consumo de Maconha é descriminalizado ou mesmo legalizado, essa postura colabora para o melhor desempenho das autoridades no real combate ao crime organizado. A legalização do auto cultivo é uma forma eficaz de romper o vínculo entre usuários de Maconha, outras drogas e o narcotráfico. Segundo a ONU, a Maconha é a droga mais usada do mundo, representando cerca de 80% do consumo de substâncias consideradas ilícitas.

No primeiro semestre de 2013 o Supremo Tribunal Federal deve julgar um Projeto de Lei com o objetivo de mudar a atual legislação sobre drogas. Informe-se e forme uma opinião sensata sobre assunto. Quando se fala em drogas, temos que atuar na redução de danos.

Religião
Rastafarianismo ou Movimento Rasta é o nome com que se apresenta uma religião nascida na Jamaica na década de 30 do século XX. Assim como toda religião, o rastafarianismo possui ritos e hábitos distintos, dentre eles o uso da Maconha que possui cunho espiritual, e ocorre geralmente em conjunto com o estudo da Bíblia.

Teoricamente a Constituição Federal garante a liberdade religiosa:

“Art. 5°: Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza (…), nos termos seguintes: VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.”.

No entanto, o ativista, publicitário e líder religioso *Geraldo Coptic está preso desde Agosto de 2012, acusado injustamente por tráfico de drogas. Adepto da cultura rastafari, Geraldo possuía alguns pés de Maconha para seu consumo, visto que este consumo é litúrgico e legalizado, ele optou pelo auto cultivo para se distanciar do tráfico e consumir uma erva com qualidade.

*Geraldo trabalhou durante doze anos na Rede Globo de Televisão. Recebeu prêmios internacionais de jornalismo. Já foi dono de uma produtora. E há aproximadamente sete anos fundou a Primeira Igreja Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil, com sede em Americana (SP).

Para maiores informações, , acesse a página do evento no Facebook e os links abaixo:
www.facebook.com/niubingui
www.facebook.com/rasgeraldocoptic

“Quem planta maconha, cultiva a PAZ!”
– Data: 03/03/2013.
– Horário: 11h00.
– Local: feira de antiguidades – no vão livre do MASP (Museu de Artes de São Paulo).
– Atividades: manifestação e panfletagem.

Observações:
– o material não será entregue para menores de 18 anos.
– compareça com cartazes, faixas e seus amigos.
– você deve utilizar acessórios que simbolizem a Maconha.
– você não deve portar drogas.

You may also like
Suprema Corte do México descriminaliza uso recreativo de maconha
78% dos brasileiros são favoráveis ao uso terapêutico da maconha
Ministro Barroso divulga vídeo com defesa de descriminalização da maconha
Deputado francês leva baseado ao Parlamento durante debate sobre legalização da maconha

1 Response

  1. A Niubingui quer Paz, Justiça, Verdade.
    E tudo isso só acontecerá se houver ILUMINAÇÃO das consciências.
    Como escreveu Ras Geraldinho: “O vazio da existência humana nos leva ao caos cotidiano. A Iluminação, o conhecimento é o que poderia nos salvar, mas exigir isso do ser humano, é querer demais de um animal tão irracional. O Homo sapiens esta em rota de extinção, minhas preces é para que o sucessor, o “Homo Consciêncius”, venha à redimir nossos pecados.”

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.