CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Austrália legaliza maconha para fins medicinais

Austrália legaliza maconha para fins medicinais


A absurda proibição total da maconha acaba de chegar ao fim em mais um país – e é óbvio que (ainda) não é o Brasil! Nesta quarta-feira (24/02), os legisladores da Austrália aprovaram uma medida que legaliza a erva para fins medicinais, segundo afirma reportagem da CNN.

“Esta é uma data histórica para Austrália, quando muitos dos ativistas e pacientes que lutaram para derrubar os estigmas associados à planta já não serão mais tratados como criminosos”, declarou Sussan Ley, Ministra da Saúde.

A partir de agora, a cannabis com fins medicinais e científicos poderá ser cultivada e vendida legalmente no país, atendendo a uma demanda crescente da população. “Essa era uma parte que faltava na jornada de tratamento dos pacientes, que agora poderão contar com produtos acessíveis produzidos a partir de maconha cultivada na região, que seguirá diretamente das fazendas para as farmácias”, completou Sussan.

A decisão surgiu exatamente um ano após a morte de Daniel Haslam, um jovem australiano de 25 anos que sofria de câncer de intestino e necessitava da maconha em seu tratamento. Disposta a fortalecer a luta pela legalização, sua mãe, Lucy, fundou a associação United in Compassion, com o objetivo de encaminhar ao governo uma petição a favor da erva.

“É muito apropriado que justamente no dia de hoje estejamos aprovando essa medida,  que consiste num importante passo para tornar a cannabis acessível a pessoas como Daniel”, disse o senador australiano Richard Di Natale.

Embora o cultivo de maconha já esteja autorizado no país, ainda será preciso regulamentar as licenças de produção e comercialização.

Porém nem tudo são flores na terra dos cangurus: o uso recreativo da erva ainda permanece ilegal, como fez questão de ressaltar a Ministra da Saúde.  Mas quem duvida que em breve os australianos também resolverão isso? Afinal, como diz o excelentíssimo advogado e ativista brasileiro, Emílio Figueiredo, “toda forma de usar maconha é medicinal”.

You may also like
Pesquisadores canadenses acreditam que maconha pode bloquear coronavírus
Justiça autoriza cultivo de maconha para tratamento de tumor cerebral
Indústria canábica não é indústria farmacêutica
Estudo aponta que maconha ajuda a tratar insônia crônica

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.