CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Legalização da maconha não afetou o consumo entre jovens nos EUA

Legalização da maconha não afetou o consumo entre jovens nos EUA

Não é a primeira vez que falamos sobre isso aqui no Maryjuana – e provavelmente também não será a última. Mas o fato é que a legalização da maconha não causa aquele que é um dos grandes temores dos desinformados proibicionistas: o aumento do consumo entre adolescentes.

Pelo menos é o que deixa claro um novo levantamento feito nos Estados Unidos. Divulgado na semana passada pelo The International Journal on Drug Policy, o estudo comprovou que, nos estados onde o uso medicinal da cannabis é permitido, não houve aumento no consumo dentro da faixa etária entre 12 e 17 anos.

“Embora muitas vezes os estados com regulamentação da maconha medicinal apresentem taxas mais altas de uso de maconha na adolescência, não há nenhuma base de dados nacional- incluindo a Pesquisa Nacional sobre Uso de Drogas em Domicílios (NSDUH) – capaz de mostrar que a legalização é a causa destes níveis de consumo mais elevados”, relatam os cientistas da Universidade Columbia.

Ao contestar – e contrariar – um outro estudo anterior, os pesquisadores ressaltam que, em alguns casos, os estados legalizados que registram maior número de jovens usuários já possuíam esta característica antes da regulamentação da erva.

“Mostramos ainda que, quando as diferenças de estado para estado são devidamente consideradas, não há nenhuma evidência de aumento diferencial no uso de maconha entre a juventude que possa ser atribuído à legalização”, atesta o resumo do artigo, que pode ser visualizado aqui.

*Foto:  Michael Kooren/Reuters/Corbis

 

You may also like
Tailândia vai distribuir 1 milhão de mudas de maconha para a população
Ex-astro da NBA investe R$ 476 milhões em empreendedores negros da indústria canábica
Califórnia está cultivando mais maconha legal do que consegue vender
Estudo: 15% dos trabalhadores usam maconha no home office

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.