CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > MUNDO > Uruguai tentará vender maconha em farmácias até julho

Uruguai tentará vender maconha em farmácias até julho

O governo do Uruguai quer implementar até o mês de julho a terceira e mais polêmica fase da lei que legalizou a maconha no país. Nesta etapa, a substância poderá ser vendida em farmácias e será produzida somente com licença estatal. Até o momento, foram colocados em vigor os dois primeiros pontos da reforma, que autorizam o cultivo individual da cannabis e a formação de “clubes de consumidores“, após um registro oficial com garantia de confidencialidade.

A terceira etapa recai sobre a venda da maconha em farmácias, situação que desagrada ao presidente Tabaré Vázquez, médico oncologista, e que gera polêmica no Uruguai. As associações de farmacêuticos temem que a presença da maconha nas lojas aumentem o número de roubos, furtos e ações de traficantes. Já as empresas que produzem a maconha em terrenos cedidos pelo Estado analisam se vale a pena colocar o produto à venda nos estabelecimentos.

A maconha autorizada pelo governo deverá ser vendida nas farmácias a um preço mais competitivo que a do mercado ilegal (de cerca de US$ 1 por grama) e promete ser de melhor qualidade para motivar os consumidores a abandonarem o tráfico clandestino. Aprovada durante o governo de José Mujica (2010-2015), a lei que legaliza a maconha colocou o Uruguai na vanguarda internacional e transformou o país na primeira nação do mundo que regulamenta o cultivo, a distribuição e o consumo.

*Fonte: Ansa, via Época Negócios

You may also like
Mercado de CBD vê ameaça após decisão do STJ sobre rol da ANS
Estudo brasileiro demonstra eficácia da cannabis contra superbactérias
Maconha pode ser alternativa para tratar artrite e dor nas costas
Estudo aponta que maconha reduz a dor, mas piora o autocuidado

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.