Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > NEGÓCIOS > Mercado de alimentos à base de cânhamo deve crescer 20% ao ano até 2020

Mercado de alimentos à base de cânhamo deve crescer 20% ao ano até 2020


Espalhe a boa !
Uma das plantas mais versáteis da natureza, a cannabis também é um nutritivo alimento.

E, antes de tudo, é preciso ressaltar que não estamos falando das comidas feitas com flores – e consumidas por quem deseja desfrutar dos efeitos medicinais da erva. Para além da chapação, a maconha – sobretudo a sua variedade não-psicoativa, o cânhamo – consiste numa excelente opção nutricional para seres humanos e animais.

De shakes de proteína a chocolates, passando por toda sorte de petiscos e bebidas, há toda uma promissora economia se desenvolvendo a partir das fibras comestíveis do cânhamo.

Tanto é que, recentemente, o instituto de pesquisa Research and Markets conduziu um estudo estimando o crescimento do mercado global de alimentos à base de cânhamo durante os próximos anos.

De acordo com os analistas, o mercado global de alimentos à base de cânhamo deve crescer, anualmente, cerca de 20,3% durante o período de 2016 a 2020.

“Os cientistas acreditam que os seres humanos já cultivam cannabis há mais de 10 mil anos, devido às suas propriedades nutricionais, medicinais e industriais”, introduz o relatório, que segue reafirmando a importância do cânhamo para a história da agricultura. “Como cultivo, o cânhamo é conhecido por ser uma das primeiras culturas domesticadas pela humanidade. ”

Superalimento

Rico em proteínas e ácidos graxos – como Ômega 3 e 6 – o cânhamo adquiriu status de “superalimento” ao longo dos anos, sobretudo “na América do Norte e mercados europeus”, como destaca o estudo intitulado “Global Hemp-Based Foods Market 2016-2020“.

Elaborado com base em análises de especialistas do setor e os últimos números do mercado, o relatório aponta as “regulamentações governamentais rigorosas em matéria de cultivo e consumo humano de cânhamo” como o principal desafio do setor.

*Foto: Miracle Source

You may also like
Lojas de conveniência do Canadá se preparam para vender maconha
Cadeira feita com maconha é premiada na Semana do Design de Milão
Legalização da maconha já gerou mais de 200 mil empregos formais nos EUA
Indústria canábica se reúne em Paris para definir os rumos do mercado francês

Leave a Reply