CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > EVENTOS > Congresso online promove ampla discussão sobre maconha no Brasil

Congresso online promove ampla discussão sobre maconha no Brasil

Eis aqui uma oportunidade única de se informar sobre maconha com os maiores especialistas no assunto do país.

Já está no ar o Connabis 2016 – Congresso Online sobre Maconha, que nesta edição conta com 37 entrevistas com profissionais de diferentes áreas do conhecimento.

Realizado pela ACuCa (Associação Cultural Cannábica de São Paulo), o evento em formato digital tem como objetivo descentralizar o debate sobre a erva no país, permitindo a participação gratuita de qualquer pessoa que tenha acesso à internet.

Até 23 de março de 2017, os participantes poderão acompanhar duas entrevistas inéditas por semana, lançadas no Youtube sempre às segundas e quintas, às 14h20.

E o evento já começou em grande estilo no dia 3/11 com Sidarta Ribeiro, neurocientista, professor titular e diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Confira a seguir:

Quem também já deu a letra nesta edição do Connabis foram o psiquiatra Dartiu Xavier e o antropólogo Fabiano Cunha dos Santos.

Muitos nomes de peso serão destaque nas próximas semanas, incluindo o historiador Henrique Carneiro e a advogada e política Luciana Genro, entre muito outros que você pode conferir no site do evento.

Maryjuana no Connabis

Quem também já confirmou presença entre a seleta lista de entrevistados é a editora do Maryjuana, a jornalista Mônica Pupo, que falará sobre o espaço da mulher no universo da cultura canábica. Sua entrevista vai ao ar no dia 30/01/2017.

Fique de olho através das redes sociais e inscreva-se no canal do Connabis no Youtube.

You may also like
Ministro Barroso divulga vídeo com defesa de descriminalização da maconha
Associações canábicas: tudo o que você sempre quis saber sobre o tema
Qual a quantidade de drogas para ser considerado usuário?
4 motivos para plantar maconha

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.