Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > CIÊNCIA > Cientistas americanos criam bafômetro capaz de reconhecer uso de maconha

Cientistas americanos criam bafômetro capaz de reconhecer uso de maconha


Espalhe a boa !
Protótipo do bafômetro de maconha foi produzido por uma equipe do departamento de química da Escola de Engenharia de Swanson, nos Estados Unidos.

Segundo reportagem do site Phys.org, o bafômetro é capaz de identificar o consumo de maconha através da medição das quantidades de tetraidrocanabinol (THC) na respiração.

Em fase de protótipo, o dispositivo ainda não tem previsão para ser utilizado nas ruas – para o alívio dos maconheiros!

Segundo Sean Hwang, autor do estudo, a criação do bafômetro de maconha deve-se à descoberta dos semicondutores de nanotubo de carbono, que são 100 mil vezes mais finos que um cabelo humano. As moléculas de THC, juntamente com outras moléculas na respiração, ligam-se à superfície dos nanotubos e alteram suas propriedades elétricas.

“Ensinamos o bafômetro a reconhecer a presença do THC com base no tempo de recuperação das correntes elétricas, mesmo quando há a presença substâncias como o álcool”, explicou o Hwang.

Bafômetros de maconha

Embora seja o mais recente protótipo do mercado, o bafômetro de maconha apresentado pelos norte-americanos não chega a ser uma novidade. Em 2015, uma empresa canadense ganhou fama ao lançar o primeiro dispositivo do tipo.

Até mesmo o Brasil, que sequer dá conta de tapar buracos na maioria de suas estradas, recentemente cogitou adquirir os tais bafômetros.

Que tal turbinar a sua mente?

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

SAIBA MAIS

 

You may also like
Novo estudo aponta que legalização da maconha não aumenta a criminalidade
Projeto de lei tenta solucionar conflito entre bancos e maconha nos EUA
Califórnia inaugura sua primeira cafeteria que vende maconha
Vaporizadores já são mais comuns do que cigarros entre militares dos EUA

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.