CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > CANAL DA MARY > DICAS & LISTAS > 4 maneiras de compartilhar maconha em tempos de coronavírus

4 maneiras de compartilhar maconha em tempos de coronavírus


Saiba como é possível compartilhar a brisa em tempos de pandemia devido ao novo coronavírus (COVID-19).

Sim, a pandemia causada pelo coronavírus (COVID-19) já é uma realidade e tem obrigado a população mundial a mudar muitos hábitos cotidianos.

No Brasil, a recomendação das autoridades sanitárias é a de que se pratique o isolamento social como forma de evitar a proliferação do vírus. Além, é claro, de lavar muito as mãos e desinfetar objetos e superfícies com álcool gel (clique aqui para saber mais sobre como prevenir a doença).

O coronavírus é mais comumente transmitido de pessoa para pessoa através de gotículas de saliva ou catarro expelidos ao tossir ou espirrar.

No entanto, uma das maiores causas de preocupação com esse vírus é o fato de os portadores poderem ser assintomáticos, mas ainda assim transmitirem a doença.

Sendo assim, cabe a todos uma revisão dos hábitos cotidianos, evitando aglomerações e contato físico com outras pessoas.

Como compartilhar maconha em tempos de coronavírus

Para os usuários de maconha, o coronavírus desafia uma das principais características da cultura canábica: o compartilhamento.

Afinal de contas, desde que a erva queima o ser humano está habituado a compartilhá-la com seus pares, seja em cigarros, cachimbos ou bongs, que costumam passar de boca em boca.

Muito além de apenas chapar, a maconha promove verdadeiros rituais de interação social agora confrontados pelas regras de prevenção ao coronavírus.

Mas, não fique triste: ainda é possível compartilhar a brisa com seus parceiros de quarentena sem correr o risco de se expor à doença, como você confere a seguir:

     1. Cada um com o seu

Não compartilhe, em hipótese alguma, o seu baseado, bong, vaporizador ou cachimbo. Quem quiser chapar que aperte o seu próprio baseado ou traga seu próprio bong/vape/pipe.

(Lembre-se: para o bem de sua imunidade e saúde, na medida do possível evite consumir maconha por via respiratória, preservando ao máximo a integridade de seus pulmões.

     2. Se joga nos comestíveis

Preparar comidas e bebidas com maconha é uma excelente maneira de compartilhar a brisa em tempos de coronavírus.

Mas, ainda assim, é preciso tomar certos cuidados. Por exemplo: se quem for cozinhar apresentar sintomas da doença, é obrigatório fazer uso de máscara, além de lavar e desinfetar as mãos (ou usar luvas, de preferência).

Na hora de consumir, sirva em porções distribuídas em pratos e copos individuais.

Jamais compartilhe as louças e copos com outras pessoas.

      3. Tinturas e óleos

Também é possível compartilhar a brisa através de tinturas e óleos canábicos.

No entanto, atente-se à forma de administrar o produto. Para isso, utilize um conta-gotas limpo (que jamais tenha entrado em contato com a boca/mão de ninguém), derramando as gotas de tintura ou óleo canábico em copos individuais para cada usuário.

      4. Uso tópico

Utilizar loções, cremes e adesivos transdérmicos também permite compartilhar maconha de forma individualizada, minimizando o risco de transmissão do coronavírus.

      5. Beck-conferência

Você mora sozinho ou está sentindo falta dos amigos de marofa, pois está cada um isolado em sua própria quarentena? Então aproveite a tecnologia para reunir a galera em uma roda virtual, cada um fumando e brisando no conforto de seu isolamento.

Aplicativos como Zoom e Hangouts são excelentes para esse tipo de beck-conferência.

E você? Conhece mais alguma maneira de compartilhar a brisa segura o suficiente para esses tempos de pandemia? Então deixa aquele salve nos comentários ou em nossas redes sociais!

*Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram.

Que tal turbinar a sua mente?

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

SAIBA MAIS

You may also like
Usuário de drogas pode ser preso em flagrante?
CBD auxilia usuários que desejam abandonar consumo de maconha
Estudo: cannabis se mostra promissora no tratamento da covid-19
Quadrinhos Canábicos #93: Beto e Dé em quarentena

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.