CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > SOCIEDADE > Uso de maconha não prejudica o desempenho no trabalho, aponta estudo

Uso de maconha não prejudica o desempenho no trabalho, aponta estudo


Estudo realizado nos Estados Unidos confirma algo que os adeptos do home office 4:20 já estão cansados de saber: usar maconha não prejudica o desempenho no trabalho.

Usuários de cannabis não têm seu desempenho profissional prejudicado, aponta estudo lançado recentemente na revista científica Group & Organization Management.

Conduzido por pesquisadores da Universidade de San Diego, na Califórnia, o levantamento teve como objetivo investigar os impactos do uso de cannabis no local de trabalho e nas organizações em geral.

“Enquanto alguns podem acreditar que as medidas tomadas por governos e organizações para rastrear e/ou prevenir o uso de cannabis são apoiadas por evidências empíricas, ‘tais comentários são frequentemente baseados em especulação, interesses adquiridos e pseudociência, em vez de na interpretação objetiva de todos os dados científicos disponíveis’”, justificam os cientistas.

Ao todo, 281 pessoas – entre funcionários e seus supervisores diretos – participaram da pesquisa.

Antes, durante ou depois

Um dos diferenciais desse estudo foi a abordagem temporal, prevendo relações entre três formas diferentes de uso de cannabis (antes, durante e depois do trabalho).

Os resultados da investigação apontam que fumar unzinho antes e durante o trabalho pode ser contraproducente para algumas pessoas, afetando o desempenho da tarefa e organização.

No entanto, quem optou por fazer uso da erva após o horário de experiente não enfrentou nenhum tipo de problema.

“Contrariamente às suposições comumente aceitas, nem todas as formas de uso de cannabis prejudicaram o desempenho. Na verdade, o uso de cannabis após o trabalho não se relacionou com nenhuma das dimensões de desempenho no local de trabalho.”

Ao mesmo tempo em que derruba alguns estereótipos de maconheiros, a pesquisa também reforça a necessidade de “maior desenvolvimento metodológico e teórico no campo do uso de substâncias”.

Maconha beneficia trabalhadores

Evidências científicas anteriores afirmam, inclusive, que o uso de maconha pode ser benéfico aos trabalhadores.

Em 2017, um estudo conduzido pelo neurocientista Carl Hart avaliou os efeitos da cannabis para trabalhadores noturnos.

Dez pessoas – todas canabistas – participaram da pesquisa. No laboratório, os participantes fumaram um baseado com dose baixa ou moderada de Δ9-THC e, a seguir, foram submetidos à uma simulação de trabalho noturno.

Para a surpresa dos pesquisadores, ao invés de piorar, a maconha atenuou os efeitos negativos desse tipo de trabalho.

Os participantes relataram aumento na disposição, confiança e humor, além de apresentarem melhor desempenho nos testes psicomotores.

E você, costuma fumar um antes, durante e/ou depois do trabalho? Deixe seu relato nos comentários ou em nossas redes sociais

*Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram.

You may also like
Cresce o número de usuários de cannabis no Japão
Estudo aponta que mulheres preferem strains ricas em CBD
Novo estudo aponta que legalização da maconha não aumenta a criminalidade
Estudo: pais maconheiros são mais exigentes com os filhos

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.