CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > MEDICINAL > Uso de maconha é cada vez mais comum entre pacientes com câncer nos EUA

Uso de maconha é cada vez mais comum entre pacientes com câncer nos EUA


O uso medicinal da maconha é cada vez mais comum nos Estados Unidos, sobretudo entre os portadores de câncer.

Pelo menos é o que sugere um estudo veiculado nesta semana na revista científica “Cancer”, publicada pela American Cancer Society.

De acordo com a pesquisa, pelo menos um quarto do pacientes sobreviventes do câncer utilizaram a erva com fins medicinais nos Estados Unidos, com o objetivo de aliviar os sintomas físicos e emocionais da doença.

Ao todo, 24% dos pacientes fizeram uso de cannabis no ano passado. E mais da metade – 66% – alegou já ter consumido a erva, sem especificar um período.

Os testes de urina também mostraram que 14% dos pacientes havia feito uso recente de cannabis – mais especificamente na semana anterior à avaliação.

Realizado por uma equipe médica do Seattle Cancer Center Alliance, o estudo avaliou 926 pacientes.

Com efeito relaxantes e antiespasmódicos, a cannabis pode ser muito útil para aliviar as náuseas e desconfortos causados pela quimioterapia. Há ainda evidências científicas diversas sobre possíveis efeitos antitumorais da planta.

*Foto: AP Photo/Jim Mone