CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > ATIVISMO > Carnaval de Olinda terá primeira Casa de Redução de Danos do país

Carnaval de Olinda terá primeira Casa de Redução de Danos do país

/

Batizado de “Casa Fique Suave”, projeto pioneiro prestará serviços de acolhimento e informação sobre uso de álcool e outras drogas.

Assim que chegar a sexta-feira de Carnaval, o sobrado de nº 155 da Ladeira da Misericórdia, em Olinda (PE), vai se transformar na primeira Casa de Redução de Danos (RD) no Carnaval do Brasil.

 A casa é parte da ação “Fique Suave no Carnaval – Se for usar drogas, reduza os danos”, que vai atuar de forma integrada através do trabalho de agentes redutores de danos durante todo o carnaval da cidade de Olinda, com a distribuição gratuita de kit de redução de danos composto por soro, canudos, camisinhas, tatuagens corporais da RD, água, protetor solar, pirulito, cartão com tabela sobre a mistura de drogas, sedas e piteiras.

Ao todo, serão mais de 30 agentes subindo e descendo a ladeira, estimulando um carnaval mais seguro e com direito a prevenção.

A Casa Fique Suave é uma iniciativa coletiva que oferecerá serviços de informações responsáveis sobre uso de drogas e estratégias de redução de danos, visando a segurança dos usuários de álcool e outras drogas durante a folia, além de cerveja artesanal, kits de redução de danos, espaço de descanso, frutas, água e muito mais.

A casa é produzida pela Palaffit Produções, em parceria com a Escola Livre de Redução de Danos e demais coletivos antiproibicionistas, de comunicação, cervejarias, tabacarias e alimentação. 

Carnaval suave

A Casa Fique Suave funcionará de sábado (22/2) a terça-feira (25/2) do Carnaval de Olinda. Dentro dela, funcionarão três espaços: #Informa, com acesso ao Museu das Drogas, exposição sobre a história e o uso de drogas, composição, efeitos e estratégias de redução de danos, também vamos oferecer testagem de substâncias, para que os foliões tenham direito de saber o que estão consumindo; #Calibra, com águas e frutas liberadas, cervejas sem transgênicos, comida e música para deixar calibrado para voltar para o frevo das ruas; e #Recupera, voltado para descanso e acolhimento, estimulando com práticas integrativas de aromoterapia e cromoterapia.

A Ação completa do “Fique Suave no Carnaval” terá também o “Quintal Fique Suave”, área de acesso gratuito para acolhimento e redução de danos, e o “Fique Suave nas Ladeiras”, com as equipes de agentes de redução de danos atuando diretamente nas ruas. 

Para Ingrid Farias, umas das coordenadoras da Escola Livre de Redução de Danos, a ação é pioneira na iniciativa de oferecer durante a maior festa popular do mundo informação responsáveis sobre uso de drogas. “Esse é um projeto piloto, uma experimentação. Nosso objetivo é mostrar às pessoas e ao Poder Público a necessidade de olhar para o consumo de álcool e outras drogas a partir da informação responsáveis pautada na saúde pública, e não do punitivismo, em especial no Carnaval, quando esse consumo acontece muitas vezes sem as pessoas saberem o resultado das interações com substâncias. Acreditamos no acesso a informações responsáveis sobre uso de drogas e a disseminação de estratégias de RD para que as pessoas possam aproveitar esse momento de alegria, e não se colocar em risco se escolherem fazer uso de drogas”, defende a bióloga e redutora de danos. 

O que significa “Redução de Danos” (RD)?

A Redução de Danos é um conjunto de estratégias e práticas individuais e coletivas, com o objetivo de reduzir os danos associados ao uso de drogas psicoativas (lícitas e ilícitas) para pessoas que não querem ou não podem parar de usar drogas.

As intervenções são baseadas no compromisso com a autonomia dos cidadãos, a saúde pública e os direitos humanos, tendo em perspectiva o acolhimento e a autonomia de escolha das pessoas em contraponto a políticas e práticas punitivistas.

Sobre a Escola Livre de Redução de Danos

A Escola Livre de Redução de Danos é uma organização política profissional, que nasce em solo pernambucano, na cidade de Recife, com a proposta de fortalecimento dos direitos humanos para pessoas que usam drogas, atuando a partir do projeto político antiproibicionista e antimanicomial.

O principal objetivo é desenvolver atividades que vão desde a formação acadêmica e política, estudos, pesquisas, eventos, seminários, intervenções em campo, até o fortalecimento de movimentos sociais que atuem com ações transversais à redução de danos.

Mais informações sobre a casa podem ser obtidas online através do link: http://abre.ai/casafiquesuave 

*Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram.

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

You may also like
10 rolês onde só um vaporizador de ervas pode te salvar
5 maneiras de compartilhar maconha em tempos de coronavírus
Pesquisadores franceses testam eficácia dos cigarros eletrônicos
Vai trocar o cigarro pelo vape? Seu coração agradece

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.